O Piano

Phill Veras

Valha-me, Deus
Se é da carne o sentimento bom
O pensamento que me soa o tom
A poesia à toa
A nostalgia boa

E eu me entreguei
Fui da janela ao que me seduziu
Um olho viu e o outro descobriu
A poesia à toa
A nostalgia boa

Dê atenção
De curioso já quis decifrar
Ninguém me disse que não tem mais volta
Virei pra ver a porta
Virão abrir a porta
E tudo eu sonhei
Foi nesse tom que o piano tocou
Num breve susto que não me assustou
Ô meu irmão acorda. Irmão, cadê a corda?

Valha-me, ó céus!
Na pedra grega, estátua no jardim
Cheiro de chuva molhando capim
A poesia à toa
A nostalgia boa
E eu encontrei num canto torto do meu coração
Um choro bom que me embaça a visão
A poesia à toa
A nostalgia boa

Preste atenção: não é o Olimpo, é um simples salão
Nas galerias do meu coração
Que a cabeça recorda
Que a vida ainda recorda
E tudo eu sonhei
Foi nesse tom que o piano tocou
Um breve susto que não me assustou
Ô meu irmão, acorda! Irmão, cadê a corda?

Ah, ô meu irmão, acorda! Irmão, cadê a corda?

Composição: Phill Veras
Enviada por Ricardo. Legendado por Julio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Phill Veras

Ver todas as músicas de Phill Veras