Muitas mulheres me querem
Mas não adianta, somente uma que eu amo na vida
Mas o destino roubou meu amor
Por isso hoje me entrego à bebida

Ela vive nos braços de outro
Fazendo carinhos, trocando juras e beijos de amor
Ainda sorri por me ver sofrendo
Sozinho nos bares bebendo
A taça negra da dor

Nem assim eu consigo esquecê-la
Um momento sequer
Porque na taça eu vejo
A imagem daquela mulher

Composição: Benedito Seviero / Nizio
Enviada por angelina. Revisões por 3 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Pedro Bento e Zé da Estrada

Ver todas as músicas de Pedro Bento e Zé da Estrada