Espumas Ao Vento

Mariana Aydar

Sei que aí dentro ainda mora um pedacinho de mim
Um grande amor não se acaba assim
Feito espumas ao vento
Não é coisa de momento, raiva passageira
Mania que dá e passa, feito brincadeira
O amor deixa marcas
Que não dá pra apagar

Sei que errei, tô aqui pra te pedir perdão
Cabeça doida, coração na mão
Desejo pegando fogo
Sem saber direito a hora nem o que fazer
Não encontro uma palavra só pra te dizer
Mas se eu fosse você
Eu voltava pra mim de novo

E de uma coisa fique certa, amor
A porta vai tá sempre aberta
O meu olhar vai dar uma festa
Na hora que você chegar

E de uma coisa fique certa, amor
A porta vai tá sempre aberta
O meu olhar vai dar uma festa, amor
Na hora que você chegar
Na hora que você chegar

Sei que errei, tô aqui pra te pedir perdão
Cabeça doida, coração na mão
Desejo pegando fogo
E sem saber direito a hora nem o que fazer
Não encontro uma palavra só pra te dizer
Mas se eu fosse você
Eu voltava pra mim de novo

E de uma coisa fique certa, amor
A porta vai tá sempre aberta
O meu olhar vai dar uma festa
Na hora que você chegar

E de uma coisa fique certa, amor
A porta vai tá sempre aberta
O meu olhar vai dar uma festa
Na hora que você chegar
Na hora que você chegar
Na hora que você chegar
Na hora que você chegar

Composição: Mariana Aydar / Accioly Neto
Enviada por Madelene. Revisão por Fifi.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Mariana Aydar

Ver todas as músicas de Mariana Aydar