O Eu Sou

Leila Marques

Eu sou, eu sou, eu sou
Ainda antes que houvesse dia
Eu sou!
Quem dá a vida porém também tira a vida
O eu sou!
Quem faz descer à cova e também ressuscitar
O eu sou!
Quebrando protocolos após quatro dias

Eu sou o que sou
Quem criou tudo com apenas a palavra
O eu sou!
Quem abriu mar fazendo paredes de águas
O eu sou!
Quem faz as flores florescerem no jardim
O eu sou!

O poderoso santo raiz de Davi
Eu sou o que sou
Eu do nada faço tudo, e do tudo faço nada
Quando quero operar, uso a minha palavra

Não há nada que me impeça
Nenhum homem me apressa
Faço tudo do meu jeito, meu trabalhar é perfeito
Deus de longe, Deus de perto
Deus que sondo, Deus que velo

Tudo que eu disse pra ti, no meu tempo vou cumprir
Vou agir no de repente, vai ter que se mudar gente
Também vai se converter, veja como vou fazer
Vou abater o valente, quebrar todas as correntes

Fazer a transformação, depois derramar unção
Tiro um coração de pedra, ponho um coração de carne
Quem andava arrogante, vai andar na humildade
Eu sou grande mando em tudo

Sou o dono do universo
Que passeia na fornalha, o que cuida dos seus servos
Teu amigo, teu senhor
O teu guarda, teu doutor
O grande eu sou o que sou

Eu sou, eu sou, eu sou
Eu sou, eu sou, eu sou
Eu sou!

O quarto homem da fornalha
O que caminha sobre as águas
O fogo que ardeu na sarça
O que fez paredes de águas
Quem deu a força a sansão

A coragem de Davi
Que livrou a Daniel
Que fez rei comer capim
Isso e muito mais eu sou
Nessa igreja eu estou

Filho eu sou o que sou
Sou o que abre e ninguém fecha
O que fecha e ninguém abre
Tudo está no meu controle
Dentro da minha vontade
Pois eu faço e desfaço

Eu humilho, eu exalto
O de baixo eu ponho em cima
E o de cima eu ponho embaixo
Eu dou, eu tiro, eu firo, eu saro
Eu tenho, eu posso, eu entro, eu saio

Eu mando e desmando
Eu entro pra quebrar os laços
Não há nada impossível que eu não possa resolver
Pois sou Deus e mando em tudo
E quem poderá deter?

Eu sou grande, sou terrível
Sou tremendo, sou eterno
Imbatível, imutável, insondável, ressurreto
Teu amigo, teu senhor
O teu guarda, teu doutor

O grande eu sou o que sou
Eu sou, eu sou, eu sou
Eu sou, eu sou, eu sou
Eu sou

O quarto homem da fornalha
O que caminha sobre as águas
O fogo que ardeu na sarça
O que fez paredes de águas
Quem deu a força a sansão

A coragem de Davi
Que livrou a Daniel
Que fez rei comer capim
Isso e muito mais eu sou
Nessa igreja eu estou
Filho eu sou o que sou
Isso e muito eu sou
Nessa igreja eu estou
Filho eu sou o que sou!


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Leila Marques

Ver todas as músicas de Leila Marques