Felix Culpa

Kings Kaleidoscope

Original Tradução Original e tradução
Felix Culpa

Turn the lights on, look at what I have
See the twisted trophies of a dead man
Countless stories, tell of sin and pain
But they sing the sweetness of my savior’s grace

I’m a torn man, spirit fighting flesh
There’s a battle raging deep in my chest
But all that haunts me, all that leaves a stain
Only sings the sweetness of my savior’s grace

A fortunate fall, my sins are stories of grace to recall
A fortunate fall, I glory in my sins forgiven

Jesus bought me, and now I am his
Dying with him, in his death I now live
All my vices, to which I was chained
Only speak the sweetness of my savior’s grace

A fortunate fall, my sins are stories of grace to recall
A fortunate fall, I glory in my sins forgiven

And still I’m a wicked, wretched man, I do everything I hate
I am fighting to be God, I seethe and claw and thrash and shake
I have killed and stacked the dead, on a throne from which I reign
In the end I just want blood, and with his blood my hands are stained
See the God who reigns on high, he has opened his own veins
From his wounds a rushing torrent that can wash it all away
Grace upon grace, upon grace upon grace
Grace

Felix Culpa

Acenda as luzes, olhe o que eu tenho
Veja os troféus deformados de um homem morto
Inúmeras histórias, falam de pecado e dor
Mas elas cantam a doçura da graça de meu Salvador

Eu sou um homem dilacerado, espírito lutando contra carne
Há uma batalha sendo travada no fundo do meu peito
Mas tudo o que me assombra, tudo o que deixa uma mancha
Só canta a doçura da graça de meu Salvador

Uma feliz queda, meus pecados são histórias de graça para recordar
Uma feliz queda, eu me glorio nos meus pecados perdoados

Jesus me comprou, e agora eu sou dEle
Morrendo com Ele, na Sua morte, eu agora vivo
Todos os meus vícios, aos quais eu estava acorrentado
Apenas falam a doçura da graça de meu salvador

Uma feliz queda, meus pecados são histórias de graça para recordar
Uma feliz queda, eu me glorio nos meus pecados perdoados

E ainda assim sou um homem miserável e perverso, eu faço tudo o que eu odeio
Estou lutando para ser Deus, eu fico violento, me recupero, derroto e me abalo
Eu matei e empilhei os mortos, em um trono do qual eu reino
No final, eu só quero sangue, e com o Seu sangue as minhas mãos estão manchadas
Veja o Deus que reina no alto, Ele abriu suas próprias veias
De suas feridas a correnteza que pode levar tudo embora
Graça sobre graça, sobre graça sobre graça
Graça

Enviada por Victor e traduzida por Mariana. Legendado por Natalie. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Kings Kaleidoscope

Ver todas as músicas de Kings Kaleidoscope