LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Chamda a Cobrar

Karametade

Tão fria madrugada, tão distante de casa
Sozinho, pensando em te ligar
Tão distante de tudo, distante do seu mundo
Sem saida liguei a cobrar
Atenda, entenda
Que eu ando carente de amor,
Graças a deus me disse alô
Sou eu, abre a porta e deixa eu entrar
E a razão da chamada a cobrar
Eu te mostro num beijo
Depois que o meu corpo encontrar o teu
Vou provar que esse amor não morreu
Que ainda te desejo.

Tão fria madrugada, tão distante de casa
Sozinho, pensando em te ligar
Tão distante de tudo, distante do seu mundo
Sem saida liguei a cobrar
Atenda, entenda
Que eu ando carente de amor,
Graças a deus me disse alô
Sou eu, abre a porta e deixa eu entrar
E a razão da chamada a cobrar
Eu te mostro num beijo
Depois que o meu corpo encontrar o teu
Vou provar que esse amor não morreu
Que ainda te desejo.

Sou eu, abre a porta e deixa eu entrar
E a razão da chamada a cobrar
Eu te mostro num beijo
Depois que o meu corpo encontrar o teu
Vou provar que esse amor não morreu
Que ainda te desejo.

Composição: Suel / Leandrinho / Euvira Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por flavia. Revisão por Matheus.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog