Tua mão cobre o vão
Entre quem eu sou
E quem serei

A tua voz cobre o vão
Entre o que eu conheço
E as coisas que eu não sei

Teu sangue cobre o vão
Das minhas muitas falhas
E a tua perfeição

Você cobre o vão
Entre o pó da terra
E o seu lado do trovão

Você cobre o vão
Você cobre o vão

Teu amor cobre o vão
Entre minhas ofensas
E a Tua redenção

Tua morte cobre o vão
Entre a minha decadência
E a nova ressurreição

Tua graça cobre o vão
Entre o meu estado
E a tua oração

Você cobre o vão
Entre o mórbido silêncio
E a mais bela canção

Você cobre o vão
Você cobre o vão

Pois me ergueste do pó
Quando me criaste
Me ergueste do barro
Quando o pecado venceste

E ao soar da trombeta
Vais me erguer de novo
E deixar na sepultura
Um vão

Composição: Israel Subirá
Enviada por Andre. Revisão por Andrei.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog