Dentes de Satã

Guadalupe

Olha pra mim, meu amor
Eu sou a tua outra metade da maçã
Não a que refaz a fruta perfeita
Mas a que foi mordida pelos dentes de satã

Olha pra mim, meu amor
Eu sou teu farol, delirante
Que se te mostra os perigos do mar
Não te distrai a atenção, navegante

Olhe me assim, meu amor
Com os teus olhos abertos
Depois se quiseres fujas de mim
Desabitado deserto

Olha pra mim, meu amor

Composição: Abel Silva / Sueli Costa
Enviada por Helio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Guadalupe

Ver todas as músicas de Guadalupe