Budapeste

Gisela João

Quando o meu céu
Se abriu em dois
Juro pensei
Sonhar ao rir
Palavras que beijei
Amarras que soltei
Lugares que eu quis
E sem saber
Disse um adeus
A tudo aquilo que já quis

Segui no rio
Sem ver a foz
Remei tão inteira
Mas com as mãos
Afagos que não dei
Soluções que calei
E num clarão
Pude inventar
A língua nova que faltava
Ao meu coração


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Gisela João

Ver todas as músicas de Gisela João