Deus de Estratégia

Gerusa Barros

Gideão, convoque o povo pra batalha
A guerra vai começar, serei contigo
E os midianitas, nas tuas mãos vou entregar
Gideão, leva contigo só os corajosos
Medrosos podem voltar
22 mil homens se acovardaram
E não quiseram pelejar
Gideão, leve esses homens pra o riacho
E fique observando, aqueles que matarem
A sede ajoelhados, à esses vá separando
Gideão, porém aqueles que beberem água
Vigiando e atentos, coloque outro grupo separados
E só restou 300

Ai o Deus de estratégia, disse para Gideão
Essa luta não é tua, quem vai pelejar sou Eu
Apenas faça o que Eu mandar e obedeça
Pois o trabalhar é meu
Prepare as trombetas, prepare as tochas
Prepare os cântaros, não tente entender
O meu agir é diferente, mas no fim, você vai ver

E quando as trombetas tocaram
O arraial estremeceu, e quando quebraram os cântaros
E o fogo apareceu, o inimigo fugiu derrotado
Morrendo de medo, a maior confusão
Mas os 300 homens gritaram
Espada do Senhor, e de Gideão

300 vigilantes, 300 separados
300 que combatem, as trevas e o pecado
300 valorosos, 300 escolhidos, 300 de fé, 300 ungidos
300 em alerta, de noite e de dia
300 que adoram, na dor e na alegria
300 corajosos, 300 que obedecem
300 que resistem, e de pé permanecem

Quem vai lutar por ti, é Deus
Quem vai te proteger, é Deus
Quem vai dar estratégia, é Deus
É Deus, É Deus
Quem vai te exaltar, é Deus
Quem vai te abençoar, é Deus
Quem vai na tua frente, é Deus
É Deus, É Deus

Composição: FABIANO PAIXÃO
Enviada por Eloam.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog