A Tua Luta É Dele

Gerusa Barros

Te animes, estou aqui
Coragem! Eu luto por ti
Olhe, e veja o que farei
Olhe e veja o que farei
Olhe, os inimigos que tu hoje vês, jamais vereis.

Não tenhas medo, esse gigante tem tamanho
Mas não tem o Deus que você tem
Siga em paz, tentaram te matar
Não conseguiram, te venderam
Mas no fim verão, que ninguém frustra os planos meus
Não te espantes, é lá no teu lagar
No teu cantinho, onde estiver o anjo vai
Vai ser, um pentecoste, uma surpresa forte
Um manifestar do meu poder
Ei, lembras que fui
Eu que te chamei e prometi te proteger
Faço questão que até o inferno ouça
Ah, quem tocar em você

Não temas as muralhas que se estende
A tua volta e nem o vento forte
Que estremece a tua porta
Não temas o navio a tua frente
Em teu barquinho eu estou
A última palavra nunca foi a do doutor
Nem mesmo do juiz, advogado ou promotor
A última palavra é dele, o grande eu sou
Quem é que manda aqui, lá no espaço ou no além
Levantes a cabeça, esse é o Deus que você tem
Confia! Confia!

A tua luta é dele, tua guerra é dele
Essa peleja é dele, a vitória é tua
Mas a honra é pra ele, a glória é dele, o general é ele
Se o que te aflige é a visão, conte pra ele
Se em casa há confusão, conte a ele
Se há falta de alimento ou se há um tormento, conte a ele
Te sentes em um labirinto, estás perdido
Sem saída o teu quadro é irreversível, todos dizem, logo finda
Trago hoje a verdade, novidade, o socorro pra tua vida

Seja lepra, seja câncer, fraqueza no coração
Seja doença nos ossos, seja água no pulmão
Conte a ele, conte pra ele
Seja vício na família, confusão no teu trabalho
Desemprego que te aflige, ou um vazio em tua alma
Confia n’ele, e te acalma

Composição: Denner De Souza
Enviada por Eloam. Revisão por Eula.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog