O Amor Em Tempos de Cólera (part. Virginie Boutaud)

Fernanda Takai

O amor não tem respostas
Mas espero o tempo pra ser sincero
O amor não tem desculpas
Quando está perto de ti

Mesmo em dias de trovão
Rasgando a escuridão
Há sempre um brilho
Que esquenta o coração
Se a chuva apertar
Será abrigo

Se o amor está quieto
Basta só um peteleco
Logo acordo em um sorriso
Faz a vida melhorar

Você pensa no sinal
Pode ser só ilusão
Miragem no deserto
Arrume sua casa
Pés no chão
Estica suas costas
É tão bom
Arranca do seu peito
Solidão

O amor é engraçado
E ao seu lado quer viver
Mas esteja preparado
Com cuidado não vá sofrer

Mesmo em noites sem visão
Rasgando a escuridão
Havia abrigo
Arranca do seu peito
Solidão

Arruma a sua casa
Pés no chão
Arranca do seu peito
Solidão

Composição: Fernanda Takai / Virginie Boutaud
Enviada por Cleuto.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog