Como Dizia o Mestre

Fernanda Takai

É, acaba a valentia de um homem
Quando a mulher que ele ama vai embora
É, tanta coisa muda nessa hora
Que o mais valente dos homens chora

Diz que faz e acontece
Que não tem medo de nada
Levanta a voz, fala alto
Maltrata a mulher amada

E quando ela cisma e vai embora
A montanha se desmancha
E o mais valente dos homens
Chora como criança

Composição: Benito Di Paula
Enviada por Taian. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog