Barreira

Edinaldo do Rio

Quando o povo de Deus passou para tomar Jericó
Cidade murada, não havia passagem
O povo não estava só, Deus mandou tocar trombeta
Durante sete dias então as muralhas caíram
E o povo invadiu com muita alegria

Barreira, não há barreira para deter este povo
O anjo desfaz a barreira e o crente fiel é vitorioso

Paulo e Silas na prisão Deus não desamparou
Enquanto oravam e cantavam
Ouvi-se um terremoto e a prisão abalou
Grande foi poder de Deus, sentiram tanta alegria
Então as algemas caíram
As correntes dos servos de Deus se rompiam

Enviada por Shirlei. Revisões por 4 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Edinaldo do Rio

Ver todas as músicas de Edinaldo do Rio