Anjo Vagabundo

Dudu

Sociedade primata que só me maltrata e me faz chorar
Vivo em um mundo covarde cheio de maldade não posso sonhar
Você me olha de um jeito só tem preconceito em seu coração
Não vê que eu só preciso de amor, de carinho e compreensão.
Perambulando nas ruas feito um cão sem dono não posso ficar
Sendo marginalizado deixado de lado sozinho a vagar
Quero traçar meu destino, seguir meu caminho quebrar a corrente
Para esquecer o passado vencer no futuro viver meu presente

Sou um anjo vagabundo
Vivo em um mundo vadio com sabor de fel
Quero virar querubim bis
Quem sabe ser gabriel
Para sentir nessa vida o gostinho de mel

Moço me dá um trocado porque tenho fome e preciso comer
Dona me leva pra escola me dá uma chance eu quero aprender
Para voltar à favela e mostrar que sou parte da sociedade
Que o seu menino venceu e agora é exemplo pra comunidade

Sou um anjo vagabundo
Vivo em um mundo vadio com sabor de fel
Quero virar querubim bis
Quem sabe ser gabriel
Para sentir nessa vida o gostinho do mel

Composição: André Coelho / Pai Nêgo
Enviada por André.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog