Yami Ni Furu Kiseki

D'espairsRay

Original Tradução Original e tradução
Yami Ni Furu Kiseki

Fushigi na gurai samishii sora ni Yuku ate no nai omoi o ukabete
iru
Tsumetai kaze ga kisetsu o hakobi Tameiki o shiroku koorase fuyu
o tsugeta
Kono koe wa kimi e tsutaeru tegami de
Shiroi yuki to tomo ni kimi no moto he to furu...

Mujou na kotoba de kimi o nayamase Ima made dore hodo kizu
tsukete kita no darou
Soshite itami no oku ni kimi wa boku no Shiranai kao o
kakushitsuzuketan da ne

Kimi no kurushimi ni kizku koto ga dekizu ni
Hitori yami no naka de kanashimasete ita

Masshiro na fuyu ni deatta kimi to wa Itami wkachiaeru futai
deitai
Itsumo soba ni ite Megurikuru kisetsu ga futatabi otozuretemo
kawarazuni...

Sappuukei na heya Kuuki ni tokekomu kimi o ushinau koto ni obie
Sou kimi ga kienai you ni
Kimi no teashi, karada, kubi to yubisaki made akai ito de
shibatta
Nando mo nando mo ugokenakunaru made

Kimi no sonzai o itai hodo kanji
Hajimete kizuita kowaresou na egao
Fureta yubisaki Kogoesou ni furue

Masshiro na yuki ni kiete shimaisou na kimi no kakaete iru
yowasa o misete
Nakanaide mou hitori ja nai kara Tomo ni yume o miyou...
Kanashii kurai shiroku furshigiru saki de matsu kisetsu o mukae
ni yukou
Moshimo sono chi ga karehateteta nara Te o tori ayunde yukou
futari de...

O milagre que cai sobre escuridão

Neste maravilhoso céu bastante solitário
Meus pensamentos que nunca morrerão estão flutuando.

O vento frio traz a estação
Meu suspiro congelado anuncia o inverno.

Minha voz esta na carta escrita a você
Ela cai sob você ao longo com a neve branca...

Minhas palavras sem coração te torturam
Bem eu suponho que até agora elas te machucam
E no interior da dor...
O fato era que você continuava escondendo uma face desconhecida para mim, não continuava?

Sem sentimentos a sua dor
Eu estava fazendo você sofrer sozinha na escuridão
Com você, cujo eu conheci na pura neve branca
Eu quero isto tanto que nós poderemos dividir a dor
Sempre, ao seu lado
Invariavelmente, embora as estações mudem de novo...

Neste quarto deprimente
Eu temo que te perderei enquanto o vacuo se dissipa
Então você não desaparecerá assim.
Eu passei seus braços, penas, corpo, pescoço e as pontas de seus dedos com linha vermelha
De novo, de novo até seus movimentos morrerem

Eu sinto que sua existência ainda dói
Seu sorriso ue parecia quebrado foi o que eu notei primeiro
Nossos dedos se tocaram
E se arrepiaram como estivessem congelando

Você, como se fosse desaparecer na pura neve branca
Mostre-me a fraqueza que você crrega consigo
Não chore, pois você não esta sozinha

Deixe-nos assistir ao sonho juntos
Deixe-nos conhecer o pesar branco da primeira nevasca da estação
Se este planeta deve cair num fim desolado
Deixe-nos entrelaçar nossas mãos e caminhar juntos.

Composição: Hizumi / Karyu
Enviada por Lígia e traduzida por Carina.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog