Nada É Pra Sempre

Depois do Fim

Quando me rendo a uma vida que não é minha
E como é compartilhar algo que na verdade não existiu?
E quando me entrego a um amor que não é realmente meu?
E como é sentir falta de algo que nunca viveu?

É hora de deixar de acreditar que esse mundo que você criou é real

E tentar, ao menos tentar sem se arrepender depois
Ser livre de vez, de um jeito como nunca foi
Se livrar dessas correntes
Deixar de se prender do que achava ser pra sempre


E tentar, ao menos tentar sem se arrepender depois
Ser livre de vez, de um jeito como nunca foi
Se livrar dessas correntes, nada é pra sempre


Seguir em frente sem se preocupar com o vazio que ficou
Deixar pra trás momentos e lembranças que você inventou

É hora de crescer e entender que esse mundo que você criou não é real


E tentar, ao menos tentar sem se arrepender depois
Ser livre de vez, de um jeito como nunca foi
Se livrar dessas correntes
Deixar de se prender do que achava ser pra sempre

E tentar, ao menos tentar sem se arrepender depois
Ser livre de vez, de um jeito como nunca foi
Se livrar dessas correntes, nada é pra sempre

E tentar, ao menos tentar sem se arrepender depois
Ser livre de vez, de um jeito como nunca foi
Se livrar dessas correntes
Deixar de se prender do que achava ser pra sempre

E tentar, ao menos tentar sem se arrepender depois
Ser livre de vez, de um jeito como nunca foi
Se livrar dessas correntes, nada é pra sempre

Composição: Evy / Vans
Enviada por Ana. Legendado por Tabata.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog