N.A.D.A.B.O.M, Pt. 3 (part. 9 House 1)

Costa Gold

Ela sabe o que eu sou fogo no mar
Uma luz, abajur, cobertor que conduz
Não vou sair de lá (não, não)
Hype vitro, me vidrou, menina
Cada tom da voz dela no meu ouvido envolvido
Me envolve como uma canção de ninar (skrr, skrr)
Toda louca, toda louca, toda boa, toda boba
Quero tudo, quero toda, bem mais que beijo na boca
30 gramas, 20 e poucas, 15 rúbias, 15 loiras
15 kg de corrente no cofre, o Predella era o dono da boca

É que ela é linda e ela é louca
E eu tenho medo da sombra
Que eu fico quando eu tô sem ela por perto
Jogado na lona
Passa o tempo, a vida é uma carona
E ao passar do tempo a gente vê quem soma
Eu vou vagar no tempo, eu vou ficar no tempo
Ao vagar do vento aonde o sábio sonha

Eu me lembro dessa vida doida
Eu era liso, era foda, era a bica, era mooca
Era Pipa, era coca
Era o bonde treinado pra fuder o sistema na bota
Era a cota, era isso, era volta, era vício
Era a hora daquilo, era um sonho
Eu alimentei as família em volta
Com a força através do meu bloco de notas
Meu bloco de rimas, meu foco de vida
Anedota, caneta, que louca essa nota
Minha rima quer outra
Então foca na porra dessa nossa vida que o tempo não volta

Porra, esse tempo é tão louco
Eu quero mundo inteiro pela minha porta
Família humilde, eu sei o que é não ter
Se você não me entende, então pode dar a volta, se teletransporta

Playboy, quer desmerecer nossa ambição
De nós querer poder ter tudo sem poder ter nada
Pra entender nós, vai ser bem difícil
Nasceu num berço de ouro com faculdade paga
Porém respeito na rua, não é o din que paga
O beijo dela é tão doce que virou minha casa
Eu só queria que fosse aquela madrugada
E toda noite, toda vida, eu vou amar você

Ah, sabe, hoje tá nada bom, ah, sabe, hoje tá nada bom
Ah, sabe, hoje tá nada bom, ah, sabe, hoje tá nada bom
Sabe, hoje tá nada bom, sabe, hoje tá nada bom
Sabe, hoje tá nada bom, sabe, hoje tá nada bom
Ah, sabe, hoje tá nada bom, ah, sabe, hoje tá nada bom
Ah, sabe, hoje tá nada bom, ah, sabe, hoje tá nada bom
Sabe, hoje tá nada bom, sabe, hoje tá nada bom
Sabe, hoje tá nada bom, sabe, hoje tá nada bom

Tá ligado quando cê desperta e nada tá bom?
Vou tentar explicar nesse som
Tem o dia que cê quer poder falar
Cadê o brinquedo de furar moletom?
Que eu vou tá na razão
Mas eu nunca vou virar um vacilão
Vou lembrar que eu tive que carregar
Ela na mão e eu vou usar disso pra me levantar
Pra poder me equilibrar, tipo o John John
A cada dia que passa, mas eu sei pra onde eu vou
E mesmo que ela se foi, ela é parte de quem eu sou
E eu não quero deixar ela, mas num posso perder o voo
E sempre que eu passo em casa, minha mãe reza pelo show
Porque do nada, me vi numa jaula em casa
Será que meu CD novo só vai receber vaia?
Calma, minha mente é uma arma
E eu tô com meu pente cheio de bala (tum-tum)
Dispara, sua boca se cala
Não tem como dar errado se foi feito com a minha alma
Fala, a insegurança mata, para
Prefiro ser inseguro que viver uma vida falsa

Nada bom, hoje tá nada bom
Enquanto a chuva cai eu faço mais um som
Fiz essa canção pra chegar no irmão
Que já perdeu alguém, você não tá na mão

Ah, sabe, hoje tá nada bom, ah, sabe, hoje tá nada bom
Ah, sabe, hoje tá nada bom, ah, sabe, hoje tá nada bom
Sabe, hoje tá nada bom, sabe, hoje tá nada bom
Sabe, hoje tá nada bom, sabe, hoje tá nada bom
Ah, sabe, hoje tá nada bom, ah, sabe, hoje tá nada bom
Ah, sabe, hoje tá nada bom, ah, sabe, hoje tá nada bom
Sabe, hoje tá nada bom, sabe, hoje tá nada bom
Sabe, hoje tá nada bom, sabe, hoje tá nada bom

Composição: André Nine / Biasi / NOG / PredellA
Enviada por @bruno.tubino. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog