Sérgio Sampaio, Volta

Cérebro Eletrônico

Não me implore
não quero ver você voltar assim
estou cansado de ficar sofrendo
com medo
de sentir novamente o que eu senti
quero sumir e virar pedra
eternamente uma pedra

Que a minha alma exploda
você não ouse vir pedir perdão
preciso colocar em ordem
o meu discurso contra a vida

Eu vou preparar a mesa vazia
vou estender seu corpo
como uma iguaria
vou me servir horrores
vou te tomar, te beber com gosto

Você não vai sentir
mais nada
será o fim do desencontro
Alguém some por aí
quis se divertir comigo
eu vou procurar o meu caminho
vou te levar comigo
quer queira, quer não

Que já chegou a hora
da gente ir embora
vá lá mi deus agora

Vou precisar de muita calma
Sérgio Sampaio, volta
me traga aquela corda
aqui é tão alto e eu olho
e vejo as pessoas
elas não, não se importam
se eu sofro ou se eu choro
elas estão correndo à toa
e se trombam e se matam

Eu vejo daqui
um lugar bonito
bem lá embaixo um precipício
é ali que eu vou bater


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Cérebro Eletrônico

Ver todas as músicas de Cérebro Eletrônico