LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Yuyo Verde

Cacho Castaña

Tradução automática via Google Translate

Yuyo Verde

Callejon...callejon...
Lejano, lejano...
Ibamos perdidos de la mano,
Bajo un cielo de verano,
Soñando en vano...
Un farol, un porton,
Igual que en un tango,
Y los dos perdidos de la mano,
Bajo el cielo de verano
Que partio.

Dejame que llore crudamente
Con el llanto viejo del adios.
En donde el callejon se pierde
Broto este yuyo verde
Del perdon.
Dejame que llore y te recuerde,
Trenzas que me anudan al porton;
De tu pais ya no se vuelve
Ni con el yuyo verde
Del perdon.

Adonde te has ido?
Donde estas...donde estas...
Donde estan las plumas de mi nido,
La emoción de haber vivido
Y aquel cariño...
Un farol, un porton,
Igual que en un tango,
Y este llanto mio entre mis manos
Y este cielo de verano
Que partio.

Verde Yuyo

Beco ... beco ...
Longe, muito longe ...
Nós perdemos a mão,
Sob um céu de verão,
Sonhando em vão ...
Uma lanterna, um portão,
Assim como um tango,
E ambos perderam a mão,
Sob o céu de verão
Ele deixou.

Deixe-me chorar grosseiramente
Com o velho grito de adeus.
Quando a pista está perdido
Broto esta erva verde
Perdão.
Deixe-me chorar e eu me lembro,
Tranças me amarrou à porta;
No seu país já não se torna
Nem a erva verde
Perdão.

Onde você foi?
Onde você está ... onde está você ...
Onde estão as penas em meu ninho
A emoção de ter vivido
E o bebê ...
Uma lanterna, um portão,
Assim como um tango,
E isso minhas lágrimas em minhas mãos
E este verão
Ele deixou.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Cacho Castaña

Ver todas as músicas de Cacho Castaña