Analisando letras

O significado de Wake Me Up When September Ends, do Green Day

Por Mateus Pereira Silveira

31 de Julho de 2020, às 19:00


Quem conhece o cenário do rock ou é ‘graduado em memes musicais’ sabe que o mês de setembro já vem com uma pergunta pronta que dura até outubro: será que o Billie Joe Armstrong já acordou? Ou ele vai dormir mais um pouquinho? 

A piada com o vocalista do Green Day é uma referência a um dos hits da banda, Wake Me Up When September Ends.

Assim, todo mundo aproveita a época para lembrar da música e até o cantor já entrou na brincadeira na internet. 

O single faz parte do aclamado disco American Idiot e tem um sentido pessoal para o artista e, de certa forma, para os americanos em geral.

Para saber os detalhes da composição e gravação da música, vem com a gente conhecer o significado de Wake Me Up When September Ends!

As inspirações para Wake Me Up When September Ends

Com mais de 30 anos de carreira, o Green Day embalou a infância e adolescência da geração millenial com personalidade.

Não à toa, conquistou seu espaço no hall da fama do rock mundial e se consolidou como referência para muitos grupos que vieram depois. 

Green Day
Créditos: Divulgação

Entre as músicas sempre lembradas está Wake Me Up When September Ends, que tem uma sonoridade toda particular, um clipe lendário e uma letra com significado melancólico. 

Escrita por Billie Joe Armstrong, a canção traz em suas estrofes memórias pessoais do cantor, como a de seu pai, que faleceu quando Billie tinha apenas 10 anos de idade, vítima de um câncer. 😢

Após o funeral, que aconteceu no início de setembro, ainda aprendendo a lutar com aquele sentimento de pesar, Billie Joe se trancou no quarto e pediu a sua mãe que o acordasse apenas quando o mês de setembro chegasse ao fim

Anos mais tarde, quando já era líder do Green Day, o cantor visitou sua infância e começou a compor a música, que tem um toque poético para falar sobre essa experiência que ele viveu. 

Nesse período, outro acontecimento marcou o mês de setembro para os americanos: o atentado do dia 11, o maior já sofrido nos Estados Unidos, que deixou milhares de mortos e foi usado politicamente para criar a guerra ao terror do país contra o Oriente Médio. 

Para se posicionar contra essa política americana, os integrantes do grupo colocaram a mensagem na canção, cujo tom crítico fica mais claro no clipe, estrelado por Jamie Bell e Evan Rachel-Wood, em que o jovem abandona a namorada para lutar por um ideal controverso. 

Por esses aspectos e por sua melodia que começa suave e cresce ao longo da música, Wake Me Up When September Ends é usada em trilhas de vídeos mais contemplativos e rende apresentações simples e emocionantes, como a versão voz e violão interpretada por Billie Joe no festival Together At Home, em abril deste ano.

Análise da música Wake Me Up When September Ends

Cada pedacinho de Wake Me Up When September Ends conta um pouco dos sentimentos de Billie Joe. Confira agora a análise detalhada da música:

Summer has come and passed (O verão chegou e passou) 
The innocent can never last (O inocente nunca pode durar) 
Wake me up when September ends (Me acorde quando setembro acabar) 

A canção começa com acordes suaves e a voz de Billie Joe entoando as primeiras frases. Logo de cara, dá para perceber uma analogia com as estações do ano para representar as fases da vida. 

O verão, mais quente, geralmente traz aquele clima de alegria e festividade, mas uma hora esse período passa e a inocência se vai. 

Para o vocalista do Green Day, o pesar chegou para ele com a morte do pai, coincidentemente em setembro, último mês do verão no hemisfério norte. 

A despedida brusca de uma pessoa querida trouxe uma nova visão para o garoto e depois disso, seu único desejo era que setembro acabasse logo e levasse toda a tristeza junto com ele, daí o título da música. 

Like my father’s come to pass (Assim como meu pai se foi) 
Seven years has gone so fast (Sete anos passaram muito rápido) 
Wake me up when September ends (Me acorde quando setembro acabar) 

Assim como o tempo que o artista passou com seu pai foi breve, os sete anos seguintes voaram o colocaram em um novo momento da sua vida. 

No caso, o começo da sua carreira como músico, com a banda Sweet Children, que mais tarde viraria o Green Day praticamente com a mesma formação. 

Green Day nos anos 80
Créditos: Divulgação

Here comes the rain again (Lá vem a chuva de novo) 
Falling from the stars (Caindo das estrelas) 
Drenched in my pain again (Embebida na minha dor de novo) 
Becoming who we are (Nos tornando quem somos) 

As my memory rests (Enquanto minha memória descansa) 
But never forgets what I lost (Mas nunca esquece o que eu perdi) 
Wake me up when September ends (Me acorde quando setembro acabar) 

Mergulhando no passado, ele utiliza a chuva como metáfora de um gatilho que desperta suas dores novamente, fazendo que ele reviva as tristezas e o sentimento de saudades. 

Durante a vida, ouvimos que são as dificuldades e os momentos mais pesados que moldam nosso caráter, que nos fortalecem para enfrentar os futuros problemas. Ou seja, basicamente são eles que nos tornam humanos. 

E com Billie Joe, isso não foi diferente. Os sofrimentos ajudaram ele a construir sua própria personalidade e, por meio da música, ele conseguiu expressar seu talento como compositor, instrumentista e vocalista. 

Ring out the bells again (Toquem os sinos de novo) 
Like we did when spring began (Como fizemos quando a primavera começou) 
Wake me up when September ends (Me acorde quando setembro acabar) 

Da mesma forma que o verão, na música (e na vida) a primavera também é uma estação cercada de simbolismos. Ela é sinônimo de um novo ciclo de vida, mais positivo e esperançoso, como se depois de todos os perrengues, tudo fosse dar certo. 

Enquanto os primeiros versos são repetidos, a canção muda, se tornando mais pesada com a adição dos demais instrumentos, saindo de um pop melódico para um punk rock. 

A mudança também acontece no clipe, o que nos faz traçar outro paralelo sobre o significado da música. Afinal, setembro é um mês que os americanos jamais vão esquecer, principalmente o seu décimo primeiro dia

O atentado às Torres Gêmeas, em 2001, marcou a quebra da inocência de uma geração que, mesmo tendo seus dilemas cotidianos, vivia no país mais poderoso do mundo.

O ocorrido, que deixou milhares de vítimas trouxe uma mudança social e política para os Estados Unidos, que perdura até hoje. 

Como resposta a essa tragédia, o governo americano retomou uma caça ao terror no Oriente Médio, logo o alistamento militar de jovens se tornou uma representação de amor dúbio à pátria, como é mostrado no videoclipe de Wake Me Up When September Ends. 

Contudo, isso trouxe consequências. Os soldados que sobreviveram a essa guerra voltaram psicologicamente fragilizados e desorientados e o medo tomou conta dos cidadãos. 

Por isso, a letra da música possibilita uma dupla interpretação, pedindo que o personagem seja acordado apenas após o fim desse período turbulento. 

As críticas ao modo americano de vida e as relações controversas foram o tema do álbum American Idiot, lançado em 2004 e que se tornou um dos mais relevantes do gênero até hoje.

American Idiot e o retrato de um país quebrado

Parece que foi ontem, mas lá se vão mais de 15 anos que o disco American Idiot chegou ao mercado, causando bastante barulho. 

Capa do álbum American Idiot, do Green Day
Capa do álbum American Idiot / Créditos: Divulgação

Classificado como uma ópera punk, ele chamou a atenção não somente pela duração das faixas (algumas chegam aos 9 minutos), mas igualmente pelo seu conteúdo. 

Recheado de mensagens políticas, críticas ao estilo superficial americano, a conflitos internos e à manipulação da mídia, ele conta a história de um personagem, Jesus Of Suburbia, que é também uma faixa épica que se divide em 5 atos e conduz o tema pelas músicas seguintes. 

Dentro desse projeto, Wake Me Up When September Ends, além de ser a mais pessoal para Billie Joe, é a 11º canção do disco, uma referência ao 11 de setembro. 

Vencedor do Grammy de Melhor Álbum de Rock, esse trabalho virou um musical da Broadway e trouxe outros clássicos do grupo como a música-título American Idiot e Boulevard Of Broken Dreams

Mais rock para curtir

O Green Day é apenas um entre os nomes que marcaram esse estilo de rock. Aproveite a vibe e conheça outras bandas que representam o punk!

Bandas de punk rock

Receba os melhores posts do blog em seu e-mail

Assine a newsletter gratuitamente

Por favor, insira um e-mail válido.

Obrigado por assinar a nossa newsletter! 😊

Ops, rolou um erro na inscrição. Tente novamente mais tarde.