LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Analisando letras

Veja o significado de Refazenda, música de Gilberto Gil

Por Renata Arruda

20 de Fevereiro de 2020, às 06:30


Lançada em 1975 no álbum de mesmo nome, Refazenda é um dos maiores sucessos de Gilberto Gil.

Definida pelo músico como uma justaposição de nonsenses, a letra da canção tem o olhar voltado para o meio ambiente, defendendo uma aproximação com a natureza.

Gilberto Gil
Créditos: Divulgação

Formada por um curioso jogo de palavras, a música abre espaço para várias interpretações. Por isso, hoje resolvemos falar um pouco sobre o significado de Refazenda e fazer uma breve análise da letra. Vem conferir!

O significado de Refazenda

Para falar sobre o significado de Refazenda, antes é necessário entender o contexto em que a canção surgiu.

Ditadura militar e o AI-5

Escrita nos anos 1970, durante os anos de chumbo do regime militar, a letra começa com o verso Abacateiro acataremos teu ato, o que levou muita gente a fazer a associação entre a palavra ato e o Ato Institucional nº 5, o AI-5, emitido em dezembro de 1968.

De fato, duas semanas após o AI-5 entrar em vigor, Gilberto Gil e Caetano Veloso foram presos e, depois de meses de confinamento, partiram para o exílio em Londres. No entanto, a inspiração para a letra foi outra.

Caetano Veloso e Gilberto Gil exilados na Europa
Caetano Veloso e Gilberto Gil exilados na Europa / Créditos: Divulgação

Ao retornar ao Brasil após três anos na Europa, Gil sentia saudades do país. Em 1972 ele lançou o LP Expresso 2222 e, em 1975, saiu o álbum Refazenda, o primeiro da chamada Trilogia Re.

Convívio com a natureza

Segundo o músico, a ideia por trás do álbum era a de retomar o Tropicalismo que havia sido interrompido, aliando as novidades do rock e do pop (que ele conheceu na Inglaterra) à sua vertente nordestina, com a intenção de contribuir para uma visão renovada da música brasileira.

Capa do álbum Refazenda, de Gilberto Gil
Capa do álbum Refazenda / Créditos: Divulgação

Assim, a canção Refazenda surge no contexto em que Gil está fortemente influenciado pelo movimento hippie e com o olhar voltado para as suas raízes sertanejas. Ele comenta em seu site:

Na época pensaram que eu me referia à ditadura militar (o verde da farda) e ao ato institucional, o que nem me passou pela cabeça. O que me veio mesmo foi a natureza em seu contexto doméstico, amansada, a serviço da fruição – daí a idéia de pomar e das estações. Refazenda é rememoração do interior, do convívio com a natureza; reiteração do diálogo com ela e do aprendizado do seu ritmo.

Jogo de palavras em Refazenda

Gilberto Gil é conhecido como o rei dos jogos de palavras. Uma de suas mais belas canções, por exemplo, é Drão, na qual ele utiliza bastante esse recurso em uma letra que é pura poesia.

Refazenda não é diferente. De acordo com Gil, esse uso transgressivo da linguagem também tem a ver com o período em que a música foi escrita:

O período em que compus a canção é permeado por um despudor audacioso de brincar com as palavras e as coisas. É uma fase muito ligada aos estados transformados de consciência, pelas drogas, e a consequente multiplicidade de sentidos e não-sentidos.

Como não podia deixar de ser, a letra da canção está cheia desses sentidos e não-sentidos. Vamos dar uma olhada nela verso a verso?

Significado da música Refazenda

A palavra refazenda é um neologismo criado por Gil, que tanto passa a ideia de ressignificar a ideia de vivência no campo, como também tem a ver com refazer alguma coisa: seja a própria vida, seja o resgate do Tropicalismo.

Abacateiro acataremos teu ato
Nós também somos do mato como o pato e o leão
Aguardaremos brincaremos no regato
Até que nos tragam frutos teu amor, teu coração

Em um diálogo com a natureza, o autor tem o abacateiro como o seu interlocutor. De acordo com o escritor Antonio Risério, o abacateiro da música seria uma representação da Árvore da Vida — segundo a Bíblia, uma das árvores que Deus colocou no Jardim do Éden.

Abacateiro
Créditos: Divulgação

Ao dizer que acataremos teu ato, o letrista demonstra entender que a natureza tem o seu próprio tempo e nos resta apenas aceitá-lo.

É uma compreensão muito comum entre pessoas que vivem no campo, que aprendem a esperar pela colheita, por exemplo.

Colocando-se no mesmo pé de igualdade de animais como o pato e o leão, o autor reconhece sua natureza animal e afirma que, enquanto espera pelos frutos, estará brincando no regato (riacho). Ou seja, estará aproveitando a vida enquanto o tempo flui.

Abacateiro teu recolhimento é justamente
O significado da palavra temporão
Enquanto o tempo não trouxer teu abacate
Amanhecerá tomate e anoitecerá mamão

Temporão significa aquilo que acontece fora do tempo. Assim, o autor mais uma vez manifesta a aceitação de que o tempo da natureza nem sempre corresponde às nossas expectativas.

Ele entende que o recolhimento do fruto do abacateiro é necessário para o seu amadurecimento, mesmo que tardiamente.

Assim, o verso Amanhecerá tomate e anoitecerá mamão brinca com as palavras para dizer que, enquanto espera pelo abacate, haverá outros frutos a serem colhidos.

Este verso pode ser entendido também como uma metáfora sobre a passagem do tempo: enquanto não se pode ter o que deseja, os dias nascem e morrem trazendo outras oportunidades.

Abacateiro sabes ao que estou me referindo
Porque todo tamarindo tem o seu agosto azedo
Cedo, antes que o janeiro doce manga venha ser também

A metáfora mencionada acima é reforçada nesta estrofe. Por exemplo, nos versos Porque todo tamarindo tem o seu agosto azedo, o autor reconhece que frustrações e dissabores são inevitáveis e deve-se esperar por eles antes da chegada da doce manga — ou seja, de dias melhores.

Tamarindo
Tamarindo / Créditos: Divulgação

Assim, ele utiliza um jogo de palavras com os substantivos gosto, agosto e janeiro, relacionando o mês de agosto, conhecido como o mês do desgosto, ao sabor azedo do tamarindo. Já o mês de janeiro estaria associado a um doce período de esperanças renovadas.

Abacateiro serás meu parceiro solitário
Nesse itinerário da leveza pelo ar
Abacateiro saiba que na refazenda
Tu me ensina a fazer renda que eu te ensino a namorar

Nesta estrofe, o letrista declara o abacateiro como o seu parceiro solitário nesse itinerário da leveza pelo ar. Ou seja, ambos estão deixando se levar pela fluidez da vida, ainda que cada um tenha o seu caminho próprio.

Em seguida, a letra traz um trecho da canção nordestina Mulher Rendeira, expressando o caráter colaborativo da vida no campo.

Refazendo tudo
Refazenda
Refazenda toda
Guariroba

A palavra refazenda aparece aqui em um trocadilho com o vocábulo refazendo, transmitindo a noção de que é possível refazer o que parecia estar perdido.

A palavra Guariroba se refere a uma palmeira nativa do Brasil que deu nome a uma fazenda que Gil financiou com um grupo de amigos em Goiás, em 1973. 

Guariroba
Guariroba / Créditos: Divulgação

Segundo o autor, a intenção era criar lá uma comunidade alternativa, onde nos juntássemos todos com nossas famílias. Não deu certo, e a fazenda foi vendida.

Saiba mais sobre Gilberto Gil

Agora que você conheceu o significado da música Refazenda, aproveita para ler a biografia do Gilberto Gil e saber mais sobre esse grande artista!

Biografia Gilberto Gil

Confira outras análises de músicas da MPB: