Analisando letras

Maria Chiquinha: a polêmica história do sucesso de Sandy & Junior

Por Mariana Santos

29 de Outubro de 2020, às 12:00


Se você foi criança nos anos 90, com certeza já cantou por aí os famosos versos de Maria Chiquinha, música que ficou famosa na voz de Sandy & Junior e que fala de um diálogo desconfiado entre um casal. 

Sandy & Junior maria chiquinha
Sandy & Junior quando crianças / Créditos: Divulgação

A história de Genaro e Maria Chiquinha pode ter parecido inofensiva lá atrás, mas hoje, para alguns, a letra da canção faz referência a crimes severos: feminicídio e necrofilia. 😳

Ficou curioso? Vem saber mais sobre a história da música Maria Chiquinha

Maria Chiquinha: a história da música

Maria Chiquinha foi originalmente lançada em 1961, nas vozes de Sônia Mamede e Evaldo Gouveia, mas só virou sucesso quando Sandy & Junior, aos 6 e 5 anos, apresentaram a música no programa Som Brasil, no fim de 1989. 

Como já adiantamos, a música mostra um diálogo entre o casal Genaro e Maria Chiquinha. Na canção, o homem parece desconfiar do paradeiro da moça e já começa a canção perguntando: 

O que que você foi fazer no mato, Maria Chiquinha?
O que você foi fazer no mato?

Ela responde dizendo que precisava cortar lenha. O marido agora questiona se ela estava mesmo sozinha: 

Quem é que tava lá com você, Maria Chiquinha?
Quem é que tava lá com você?

Maria Chiquinha responde que era a filha de Sá Dona. E o resto da música se resume nisso: Genaro segue desconfiado e enciumado, sugerindo que a esposa estava o traindo, enquanto Maria Chiquinha nega todas as suas teorias. 

Eu nunca vi mulher de bigode, Maria Chiquinha
Eu nunca vi mulher de bigode

Ela tava comendo jamelão, Genaro, meu bem
Ela tava comendo jamelão

Apesar de a letra já ter um tom controlador desde o início, o que voltou a chamar a atenção recentemente foi o final da canção.

Depois de Maria Chiquinha não conseguir provar para Genaro que não estava com outro homem, a música toma um tom sombrio: 

Então eu vou te cortar a cabeça, Maria Chiquinha
Então eu vou te cortar a cabeça

Que você vai fazer com o resto, Genaro, meu bem?
Que você vai fazer com o resto?

O resto? Pode deixar que eu aproveito

Os versos causaram polêmica nas redes sociais recentemente, quando algumas pessoas sugeriram que a música poderia estar falando sobre feminicídio e necrofilia. 

Entendemos que nos anos 90 tudo soava como uma brincadeira, mas hoje em dia isso não é mais aceitável, né? 

O fato é que a canção foi ressignificada e passou a não ser vista como só mais uma canção infantil. 

O novo final de Maria Chiquinha

Em 2019, os irmãos Sandy & Junior se reuniram novamente para a turnê Nossa História, que parou o Brasil e lotou mais de 15 shows. 

Sandy & Junior nossa história
Créditos: Divulgação

Em um deles, em Fortaleza, Junior resolveu dar outro final pra essa história, e mostrou que nunca é tarde para deixar discursos abusivos para trás. Quando o público cantou o fim da canção, ele disse: 

Para com isso, gente. Isso não é mais aceitável. Não são os anos 90. Não vou fazer nada com o resto. Deixem a Maria Chiquinha fazer o que ela quiser no mato. 

O público aplaudiu a atitude do músico, que conseguiu reverter o final dessa história. 

Romance? Acho que não…

E aí, você já tinha percebido esse lado ~sombrio~ de Maria Chiquinha? A gente te garante que existem mais músicas que parecem românticas, mas, na verdade, tem a letra bem duvidosa. 🤔

Por isso, separamos 17 músicas que parecem românticas mas não são para você conferir!

músicas que parecem românticas mas não são

Receba os melhores posts do blog em seu e-mail

Assine a newsletter gratuitamente

Por favor, insira um e-mail válido.

Obrigado por assinar a nossa newsletter! 😊

Ops, rolou um erro na inscrição. Tente novamente mais tarde.