Roupa Suja

Bárbara Eugênia

Agora que você diz
Que não tem jeito sem dor
Demora, e não quer se enroscar
Agora chega pra mim
Dizendo "cantar cura o mal"
História, é conversa pra boi dormir
Eterniza a solidão, pior, faz bem não

Pra quê mexer nisso aí
Não há partilhar nem dor, esmola
Nunca fui de me encostar
Tenho que admitir: covarde diante do amor
Em troca, o meu canto sorriu e sorrir
Se isso é solidão, melhor não ser não

Vai se perguntar onde foi que errou
Vou me arrepender e dizer que não

Tudo se resume, tudo se resume a uma
Tudo se resume, tudo se resume a uma
Uma dúzia, tantas dúvidas, as mesmas velhas dúvidas
E você numa atitude responsável me deixou suspenso no ar
Não é do meu feitio mais me entregar
Se foram as noites brancas que eu te dei
Por que essa roupa suja pra lavar, se não tínhamos o menor cabimento?
E pensando bem a gente deu o que tinha que dar

Tudo se resume, tudo se resume, tudo se resume a uma
Tudo se resume, tudo se resume, tudo se resume a uma
Uma dúzia, tantas dúvidas, as mesmas velhas dúvidas
E você numa atitude responsável me deixou suspensa no ar
Não é do meu feitiomais me entregar
Se foram as noites brancas que eu te dei
Por que essa roupa suja pra lavar, se não tínhamos o menor cabimento?
E pensando bem a gente deu o que tinha que dar

Tudo se resume, tudo se resume a uma (3x)

Posts relacionados

Ver mais no Blog