Tempo

Aurelina Dourado

Há tempo pra todas as coisas debaixo do céu
Há tempo de rir e chorar, tempo de prantear
Há tempo até pra falar, tempo de estar calado
E O tempo de hoje escolhi, pra te consolar

Eu curo as tuas feridas que o tempo causou
Eu trago de volta aos braços o que o tempo levou
Eu faço reinar a bonança onde a guerra operou
Removo a intriga, e o ódio, é o tempo do amor

Eu trago vitória comigo, eu tenho vitória pra dar
Se a minha mão está aberta ninguém pode fechar
Eu firo e faço sarar, eu bato e consolo também
Eu hoje te visito com bênçãos, tudo vai bem

Meu filho o tempo pra ti tem sido cruel
Parece que o mundo inteiro está contra ti
Ainda hoje disseste não vou conseguir
Anima-te tens bom animo eu luto por ti

Aquele que muito é amado mais provas recebes
O barro que muito é pisado valor adquiri
Se por algum tempo sozinho deixei-te
Mas Hoje com amor imenso te acolherei

Composição: Itamar Valter
Enviada por Ronaldo. Revisões por 4 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Aurelina Dourado

Ver todas as músicas de Aurelina Dourado