Frágil

Aurea

Sempre fiz a cama onde deitei
Mas já sabias que era frágil
Apontaste logo ao meu peito
Sem olhar, sem olhar pra mim

Nada fiz, eu nada mudei
Deixei quebrar o que era frágil
E os pedaços eu juntei
Sem olhar, sem olhar pra mim

Uh, uh, uh
Uh, uh, uh

Então diz-me pra que dar voltas e voltas
Se tu, já sabias que era frágil

Foram dias, foram noites
Em que voltava a ser frágil
Mas esses dias já se foram
E tu vais, vais olhar pra mim

Sim, eu vi o espelho a falar
E eu acabei por me encontrar
No final de contas
É o final que conta

Não me lembro como aqui cheguei
Mas agora que já me encontrei
No final de contas
É o final que conta

Uh, uh, uh
Uh, uh, uh

Então diz-me pra que dar voltas e voltas
Se tu, já sabias que era frágil

(Frágil, frágil, sim, eu já sabia que era)
(Frágil, frágil, sim, eu já sabia que era)
(Frágil, frágil, sim, eu já sabia que era)

Uh, uh, uh
Uh, uh, uh

Então diz-me pra que dar voltas e voltas
Se tu, já sabias que era

Composição: Agir
Enviada por alexa. Revisão por Ariana.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Aurea

Ver todas as músicas de Aurea