Rap Voltei da Morte

VG Beats

Eu tô de volta na cena e hoje o inferno sorri
Vai ser na mesma moeda de quem achou que eu morri
Sobrevivendo isolado mas sei que não foi á toa
Eu sou lendário e temiam perder pra mim a coroa

A minha ira cresceu e vocês vão testemunhar
Eu fui mandado pro inferno, mas sou herdeiro de lá
Ela vai se libertar, e a chama negra subir
Quando minha fúria acordar faz seu reino inteiro sumir

Ninguém ficou do meu lado, deixado a beira da morte
Sem uma voz que conforte, fui como um lixo qualquer
Mas acabou sua sorte, com essa dor fiquei forte
Não quero mais que se importe, você matou minha fé

No sangue ferve a vingança tipo um instinto animal
Sinta na pele o que toda essa hostilidade me fez
Eu tô de volta e não vai ter clemência sobre vocês
É só desejo de matar, descontrole emocional

Vocês não conhecem meu eu verdadeiro
Pelo menos ainda
Você destruiu quem eu era primeiro
Causou minha revolta

Eu fui exilado por sentirem medo
Da linhagem sanguínea
E agora não dá mais pra se arrepender
Porque eu tô de volta

Mais forte que no passado, fui condenado
Pisado, devastado, cansado de ser usado
Mas você foi avisado, não passa de um fracassado
Foi amassado e forçado a bater de frente, arrasado

Sem chance, foi espancado, pois meu poder foi visado
Pelo inimigo assustado, afastado, fui enviado
Pra ser exterminado, regressado, subestimado, intimado
Trago a sentença do mundo ingrato

Eles dizem que eu sou traidor
Na verdade eu busquei minha libertação
Eles dizem que eu causo terror e ameaça
E minha morte foi a solução

Eles dizem que eu tenho a mente distorcida
E não sinto nenhuma emoção
Um fúria contida, besta descontrolada e apenas um
Vazio onde existiu há muito tempo um coração

Vocês não conhecem meu eu verdadeiro
Pelo menos ainda
Você destruiu quem eu era primeiro
Causou minha revolta

Eu fui exilado por sentirem medo
Da linhagem sanguínea
E agora não dá mais pra se arrepender
Porque eu tô de volta

Descontrole da minha fúria
Vocês são como lixo, frente ao meu patamar porque
Lado sombrio me domina
A sanidade enfraquece sempre que eu regressar, então

Dela tirou bela vida
A vingança é como um prato que se consome frio
A porcentagem de agressivo agora é mais de 8 mil
Você sente calafrios, se o Rei Demônio acordar

Você até pode me ferir, mas sempre vou me adaptar
Devolvo seu ataque só que com dobro de potência
Te apago da existência, tipo Deus da Destruição
Mas sou o Deus da ilusão no modo rikudou sennin

Eu quero um mundo perfeito, mas eu que sou dono do plano
Eu acordei do meu sono tomado pela escuridão
Ninguém conhece o meu poder e toda sua extensão
Brincando de derramar sangue, posso ser o seu fim

Você não conhecem meu eu verdadeiro
Pelo menos ainda
Você destruiu quem eu era primeiro
Causou minha revolta

Eu fui exilado por sentirem medo
Da linhagem sanguínea
E agora não dá mais pra se arrepender
Porque eu tô de volta

Composição: VG Beats
Enviada por Karma.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog