Re:Zero

Rodrigo Zin

Você não viu, mas quando eu cheguei
Senti um vazio, mas não de doer
Quando eu te vi, tudo espaireceu
Você me sorriu, vontade cresceu

De proteger o mundo
De o ser o protagonista
Cometer absurdos
Ter você em minha vida

Você já viu, não tenho poder
Não quero ser frio, errar é tão eu
É que partiu ao meio meu ser
Quando eu vi quem amo sofrer

De proteger o mundo
De o ser o protagonista
Cometer absurdos
Ter você em minha vida

Eu volto, eu volto, eu volto e você já não crê
Voltar parte do tempo é só o que sei fazer
Difícil acreditar em mim, mas tem que acreditar
Que já passei por tanto, tanto para te salvar

Eu volto, eu volto, eu volto e você já não crê
Vivendo em loop, a sanidade eu vou perder
Difícil acreditar em mim, mas tem que acreditar
Que já passei por tanto, tanto para te salvar

Eu volto, eu volto, eu volto e você já não crê
Vivendo em loop, a sanidade eu vou perder
Alguma hora vai ter fim, mas e se não acabar
Vou passar esse tempo só tentando te salvar

Eu volto, eu volto, eu volto e olhe pra você
Nem percebe o tempo, e o tanto que eu sangrei
Alguma hora vai ter fim, difícil acreditar
Não sei se eu consigo toda hora te salvar

Eu volto, eu volto, eu volto e acho que mudei
Eu fiz a escolha certa, mas um lado vai perder
Eu posso até salvar a ti, mas sobre me salvar
Não sei se eu consigo ou se é possível ganhar

Eu volto, eu volto, eu volto e olhe como errei
Nem percebi o tempo ou como eu me machuquei
Difícil acreditar em mim, mas tem que acreditar
Agora eu entendi o que fazer pra nos salvar

Você não viu, mas quando eu cheguei
Senti um vazio, mas não de doer
Quando eu te vi, tudo espaireceu
Você me sorriu, vontade cresceu

Você já viu, não tenho poder
Não quero ser frio, errar é tão eu
É que partiu ao meio meu ser
Quando eu vi quem amo sofrer

Composição: Enzo Di Carlo / Rodrigo Zin
Enviada por _A_L_O_I_.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog