Jibaku Shounen Hanako-kun Abertura Completa em Português - No.7 (PT-BR)

Miura Jam

Vai ser de assombrar
Número sete, vamos conversar?
Quê? Hã?

Seja passado ou futuro
Ei! Ei!
As sombras sobre os rumores poderão surgir (nada pode te ferir)
Até os mais puros se mancham se iludidos
(É uma história simples assim)
É! Sei!
Mesmo que sempre te escute
Olha! Olha!
Tudo de uma vez não vou assimilar
(Nada pode te ferir)

Não é tão fácil viver a realidade
(Esta história não tem um fim)
Seja dia, tarde ou noite, tempestades vão chegar
O espelho em minha frente não consigo encarar
Simpatias nem sempre vão te proteger
Nós também estamos atrás de um desejo

Palavras vão perfurar muito mais que uma faca
E, se alguém me alcançar, a máscara vou erguer (vai ficar sozinho)
Se for para o seu bem, eu posso suportar!
No lugar pra punir quem tem pecados
Onde não há ninguém capaz de me encontrar sei que posso te ver
Ei, número sete, vamos conversar?

(Já ouviu? Já ouviu? Já ouviu? Já ouviu?)
Há um segredo assim
E não sei quem me disse
Mas eu sei que era apenas sobre nós memórias
Não vão mais me assombrar, e a verdade não verá o meu lamento
Seguirei (nada pode te ferir)
E vou reescrever o meu destino que um dia se apagou
(Os segredos tente seguir)
Aqui no fundo, a cada segundo
Todo engano vem me consumir

O tempo avança e tudo alcança: 1, 2, 3, morreu!
Não há futuro além do espelho, pois a solidão não dá paz
Desde o primeiro até o oitavo
Espera, não tem um oitavo
Tenha cuidado, se o livro é errado, o mistério vem
Com seu castigo maldito, as dores vão pro infinito
Vamos, saia se puder
Todo o meu corpo eu sinto se contorcer
Pois também batalho atrás de um desejo

Palavras vão perfurar muito mais que uma faca
Quando não mais sorrir, será que vão me entender?
(Seguirá sozinho)
Ninguém vai perceber se eu não me explicar
No lugar pra punir quem tem pecados
Onde estou vou ficar e apenas me calar
Sei que vou te encontrar

Finjo me esquecer do meu passado, desejando que não chegue o fim
Meu destino já mudou, então irei fazer outra vez
Mesmo se eu sonhar o impossível
Mesmo se me disser que nada vai melhorar (nada pode mudar)
Nem isso me dará motivos pra parar

Palavras vão perfurar muito mais que uma faca
E, se alguém me alcançar, a máscara vou erguer (vai ficar sozinho)
Se for para o seu bem, eu posso suportar
No lugar pra punir quem tem pecados
Onde não há ninguém capaz de me encontrar hoje eu vou te ver
Ei, número sete, vamos conversar?
Me diga se a história continuou


Posts relacionados

Ver mais no Blog