Vergonha Pra Mídia 2 (part. Salvador da Rima, MC Hariel e MC Ryan SP)

MC Kevin

O senhor acha justo que uma farda cinza e uma carteirinha
Que indique que o senhor é policial
Dê o direito de sair matando o jovem que tá na periferia?

A polícia é só um homem, Deus que é o juiz

[MC Hariel]
Recalcado vai cair de costas
Quando reparar que, às vezes, nóis cai
Só não vai cagar nas calças
Que o retorno é de jedi

Recalcado vai cair de costas
Quando reaparar que, às vezes, nóis cai (então toma)
Só não vai cagar nas calças
Que o retorno é de jedi

Aperta o rec, solta pra nóis
Que o Salvador tem muito pra dizer
Deixa o Ryan soltar a voz
Assiste o gueto, os moleque vencer (ah)

Junto comigo, eu trago um milhão
Alguns privados, outros tão por aê
Nossa família é grandona e sinistra
Não tá sabendo?
Peita pra ver (ah)

Gelo de côco, de refresco por 18
Três maloqueiro breck, só brindando a vida
Levando em conta que, bem antes dos 18
Cê achava que nenhum de nóis taria em vida
Cicatriz de passar por um tris, por maldade, arrogância, inveja perdida
E com todas essas parada aê, nóis tá firmão
Do jeito que cêis não queria

Desculpa aê, mas vou ter que dar risada
Quando ver na sua casa tocando algum dos nosso
Que o seu moleque, e a sua princesa encantada
Falando que pode pah, que o Haridade é um bom negócio

Inovação, veinho, revolução
Nóis vem com consciência, pra entreter
Nossa invasão é imparável, incansável, pela a rádio, internet, ou TV

[Salvador da Rima]
Joga essa roda pro ar
Bota a bichuda pra andar
Dose de Jack, de pião na leste, eu sei que a favela sempre foi meu lugar
Mano, olha onde eu cheguei
Quantos moleque inspirei
Hoje minha vida é de rei
Meu progresso eu conquistei

Mano, eu vim de baixo
Nunca foi fácil
Aqui, na favela, não é o Morumbi
Nóis forga mesmo e esfrega na cara
Sou vitorioso e sou cria daqui
Hoje minha véia sorri
No crime não me envolvi
Me revoltei, não matei, não robei, mesmo assim o crime me deixou cicatriz
Tenho saudade de muitos amigos que não tão aqui
Daria tudo pra voltar no tempo que nóis jogava bola lá no campin

A favela tá em mim e nunca vai sair
Amo o lugar que eu vivo
Eu sou cria daqui
Quando ficar milionário, montar uma base na favela
Igualzinha aquela lá, do filme que assisti
Usando traje de bandido e vulgo de MC
Eu apostei contra o invencível
Só que eu venci
E os moleque da quebrada quer ser o Hariel
Ou, se pá, que nem o Neymar jogando uma bola
E não chutar algemado no banco do céu
Fazendo sua mãe chorar e abandonando a escola

Nosso progresso é uma vergonha pra mídia
Porque eles sempre querem ver nosso povo no chão
Na rodovia, vai ser fuga dos polícia
Direto pra favelinha
Nóis embica pro bailão (bailão)
Oh, na garupa o mochilinha é mesma fita
E os gambé até se irrita
Porque os menor tem o dom (o dom)
Passei tuchando e entrei na vielinha
O mochilinha sorridente
Fatiando com a mão (mandrake)
Habilitando os moleque que acredita
Pra um dia ir pra luta e obter uma condição

[MC Hariel]
O rap e o funk se une
A favela sorri outra vez!

[Salvador da Rima]
O rap e o funk se une
A favela sorri outra vez!

[MC Ryan SP]
O rap e o funk se une
A favela sorri outra vez!

Mas não é porque nóis tá sorrindo
Que já esqueceu de tudo que cêis fez!

Pois é
Quando a falsidade, meio ao cotidiano, ofuscando esse movimento
Tu sabe que o fracasso vai depurar na tática do bonde, se reprovou faz tempo
Família sem dinheiro, barriga vazia
Faz ele meter a peça na cara da vítima
Necessitando de uma ajuda política
Se depender do sistema, nação tá fudida

Eu já fugi dos bota
Fui na cara da morte falar pra ela
Falei: Se ela me matar e minha mãe ficar sozinha
Deus vai mandar legião em cima dela
Bola um e pensa na novinha lá
Que sempre me tirava no tempo da escola
Ver você sendo chata, até fala de me amar
Que ao me iludir
Deixou meu ego à nota
Me lembrei como se fosse ontem, era 2011
Sem BM, era raro
Hoje quer tá do meu lado, faz status comigo
Dentro do meu carro

E do nada explodiu na sua quebrada
O menino que você sempre esnobava
Quem tem desejo do ódio, não murmura
Fui tirado por excesso de gordura
Hoje eu vou passando longa, tipo escala
Bota a cara na janela e vê a fuga
O perdido que eu dei na viatura
Sem murmura

[MC Hariel]
O rap e o funk se une
A favela sorri outra vez!

[Salvador da Rima]
O rap e o funk, se une
A favela sorri outra vez!

[MC Ryan SP]
O rap e o funk se une
A favela sorri outra vez!

Mas não é porque nóis tá sorrindo
Que já esqueceu de tudo que cêis fez!

[MC Hariel]
O rap e o funk se une
A favela sorri outra vez!

[Salvador da Rima]
O rap e o funk se une
A favela sorri outra vez!

[MC Ryan SP]
O rap e o funk se une
A favela sorri outra vez!

Mas não é porque nóis tá sorrindo
Que já esqueceu de tudo que cêis fez!

Vamo que vamo, molecadinha
Nunca desista dos sonhos, certo?
Um dia vai chegar o dia, maloqueiro
E aí, sistema? Nóis tá de pé
Seu inimigo número 1
Mais forte do que nunca
Estruturado, municiado de inteligência
E nóis não quer só festinha dessa vez não
Nóis quer mais

Ei, Bolsonaro, vai tomar no olho do seu cu, rapaz

Composição: MC Hariel / MC Ryan SP / Salvador da rima
Enviada por Única. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog