É Só 300

José Augusto

E só 300 que eu quero Gideão
É só 300 que eu quero
Eu não preciso de armas
Pra agir na sua Vida
Entro ago e opero

Deus disse para a Gideão tem muita Gente
Mande os medrosos e covardes retornarem
Eu vou agir de uma maneira diferente
Para que Israel não se vã gloriasse
E Gideão apregoou em Seus ouvidos
22 mil foram tantos que voltaram
E disse DEUS eu lhe direi quem vai contigo
E quem eu te determinar então separe

E fez descer o povo as águas
Então disse o senhor a Gideão
Qualquer um que lamber à água com a língua
Como lambe o cão, estes porás a parte
Como também todo aquele que abaixar de joelhos
A beber a água
E foi o número dos que levou a mão a boca
300 homens, e todo restante do povo
Se abaixou de joelhos a beber
E outra vez disse o senhor a Gideão
Com esses 300 homens que lamberam a água com a língua
Os livrarei e darei aos medianitas em tuas mãos
Por tanto todos os demais, todos os demais
Se retirem cada um para o seu lugar

É só 300 que eu quero Gideão
É só 300 que eu quero
Mande guardar todas as armas
Eu vou agir diferente é só 300 que eu quero

É só 300 que eu quero Gideão
É só 300 que eu quero
Eu não preciso de armas pra agir na tua vida
Entro, ajo e opero

Eu te provo na água, eu te provo no fogo
Te chamo de valente, de varão valoroso
Te uso como eu quero, do jeito que eu quero
Te dou o livramento, dentro e fora do tempo
Te coloco na prova, depois tiro da prova
Te acento no trono, te garanto vitória
E não vai precisar de ajuda de ninguem
Pois meu é o poder e domínio também
Eu já descir na terra
Eu pelejo nessa guerra
E faço você ir além

Além do que o inferno disse que você viria
Além de toda inveja de qualquer macumbaria
Além do que você imaginou que vai
Sou Deus sou teu amigo seu abrigo sou seu pai
Você não vai morrer não é o teu final
Eu estou com você e te livro do mau
Entro nesta peleja por você
Por que eu sou o teu general

Mim adora que eu trabalho
Desfarço todo embaraço
Mim adora que eu trabalho
Quebro a lança e corto o laço
Mim adora que eu trabalho
Eu pelejo contigo eu faço confusão
Na mente do seu inimigo
Vai mim adorando e dando glória
Que eu já determinei o fim desta prova
Fique sabendo que eu sou na tua vida
Descanse em mim por que a vitória é garantida


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de José Augusto

Ver todas as músicas de José Augusto