Por Força do Hábito

Jamelão

Por força do hábito
De saber que eu tinha você
De dormir abraçado a você
De saber que você é meu bem

Por força do hábito
De você vir correndo e abraçar
Do seu jeito só seu de beijar
Desse amor que eu não vejo em ninguém

Por força de tudo
Tudo que era importante pra mim
Tudo então ficou vazio assim
Não consigo entender a mudança

Por força de tudo
Abraçado ao seu travesseiro
Ainda sinto no quarto o seu cheiro
Ainda resta em meu peito a esperança

Por força do hábito
Ainda mora em meu coração
Sua voz e a mesma canção
E a presença de quem não partiu

Por força do hábito
Ainda ponho dois pratos à mesa
Um pra mim, um pra dona tristeza
Companheira que em casa surgiu


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Jamelão

Ver todas as músicas de Jamelão