Retrovisor (part. Padre Fábio de Melo)

Ivete Sangalo

O tempo não explica pra onde se leva a dor
E, na memória, as marcas me escondem o teu amor
Amor que me liberta de quem ainda sou
E me devolve o que um dia o passado aprisionou

Como será que você me vê?
Onde será que estou pra você?
Será que sabe o quanto já tentei?
E, mais uma vez, tentando eu falhei

Será que mora em algum lugar
Onde minha voz consiga alcançar?
Terá alguém que possa me encontrar
E mostre por onde eu devo caminhar?

A vida vai passando sem lhe avisar quem sou
E, no teu peito, eu vejo o que o tempo silenciou
E nos cabelos brancos de quem já se cansou
Eu sigo do lado de fora da porta que me deixou

Como será que você me vê?
Onde será que estou pra você?
Será que sabe que te vi crescer?
E o tempo não pode me envelhecer?

Em que lugar você me colocou?
Em uma estante ou no retrovisor?
Como dizer que não há ninguém
Se eu me entreguei pra te fazer alguém?

Como será que você me vê?
Onde será que estou pra você?
Será que sabe que te vi crescer?
E o tempo não pode me envelhecer?

Em que lugar você me colocou?
Em uma estante ou no retrovisor?
Como dizer que não há ninguém
Se eu me entreguei pra te fazer alguém?

A vida vai passando sem avisar quem sou
A vida vai passando

Composição: Deise Jacinto
Enviada por . Revisão por Reyza.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog