Suite Correnteza

Geraldo Azevedo

Suite Correnteza

A luz do sol que encadeia, sereia de além-mar
Clara como o clarão do dia, marejou o meu olhar
Olho d'água beira de rio, vento vela a bailar
Barcarola do São Francisco, me leva para o mar

Era um domingo de lua, quando deixei jatobá
Era quem sabe esperança, indo a outro lugar
Barcarola do São Francisco veleja agora no mar
Sem leme, mapa ou tesouro, de prata ou luar

Diana me dê um talismã
Um talismã
Viajar
Você já pensou, ir mais eu
Viajar
Quando o sol desmaiar
Ahhh!
Vou viajar
Olha essa sombra esse rastro de mim
Olha essa sombra essa restia de sol
Você ja pensou mas eu, Diana
Viajar
Diana me dê um talismã
Um talismã
Uhmm!!!

Corra, não pare de não pense, demais
Repare essas velas no cais
Que a vida é cigana
É caravana
É pedra de gelo, ao sol
Degelô teus olhos tão sós, num mar de água clara.

SOLO

Corra, não pare de não pense, demais
Repare essas velas no cais
Que a vida é sigana
É caravana
É pedra de gelo, ao sol
Degelô teus olhos tão sós, num mar de água clara.
Claraaa...

Enviada por Ciro. Revisão por Ivanir.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog