Armadilhas

Diego e Victor Hugo

É, será que é a última vez
Que eu ponho os pés aqui
Vou devolver essas chaves
Pegar minhas coisas e sair

Sem nem te incomodar
Nem ao menos vai saber
Que eu estive

Silenciosamente eu abro a porta
Mas a mesa tá servida
Dois pratos, bebida
E um bilhete dizendo
Me espera que eu tó no banho

Como é que ela sabia
Que eu estava chegando

Armadilhas montadas em todos os cantos dessa casa
Meia luz num caminho de rosas
Tudo que eu precisava
O amor voltou dando porrada, iê, iê

Num minuto esqueci do passado
E já tó fazendo planos
Quando ela sair
Eu vou dizer que eu a amo

Campainha toca
Abro a porta e meu mundo caiu
Nada disso era pra mim
Fui embora, ela nem me viu
Fui embora, ela nem me viu

Silenciosamente eu abro a porta
Mas a mesa tá servida
Dois pratos, bebida
E um bilhete dizendo
Me espera que eu tó no banho

Como é que ela sabia
Que eu estava chegando

Armadilhas montadas em todos os cantos dessa casa
Meia luz num caminho de rosas
Tudo que eu precisava
O amor voltou dando porrada, iê iê

Num minuto esqueci do passado
E já tó fazendo planos
Quando ela sair
Eu vou dizer que eu a amo

Campainha toca
Abro a porta e meu mundo caiu
Nada disso era pra mim
Num minuto esqueci do passado
E já tó fazendo planos
Quando ela sair
Eu vou dizer que eu a amo

Campainha toca
Abro a porta e meu mundo caiu
Nada disso era pra mim
Fui embora, ela nem me viu

Fui embora, ela nem me viu


Posts relacionados

Ver mais no Blog