LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Dicas de inglês

10 gírias do rap americano e seus significados

Por Julia Gomes

23 de Outubro de 2019, às 20:00


Originado da cultura hip hop nos anos 70, o rap tem conquistado cada vez mais espaço nas paradas de sucesso. Suas letras vão de relatos cotidianos da vida nas comunidades até o rap ostentação, e o estilo é marcado por uma forte influência cultural.

Desde o seu surgimento no Bronx até os dias de hoje, o gênero passou por muitas transformações, mas suas principais características seguem presentes. Uma delas é o vocabulário, que é marcado pelo uso de gírias e expressões próprias.

Se uma nova gíria passa a ser utilizada nas comunidades e na internet, rapidamente pode ser incorporada às letras das músicas, em qualquer lugar do mundo.

Aqui no Brasil, o gênero sofre influência direta do estilo americano, inclusive nas suas expressões. Muitas gírias em inglês são utilizadas ou transformadas em palavras próprias do português, criando, assim, neologismos (ou palavras derivadas).

Pensando nisso, trouxemos uma seleção de gírias do rap e seus significados, assim você pode entender melhor as expressões tanto em inglês quanto em português. Bora lá?

Gírias de rap

As línguas estão em constante evolução. A cada dia, novas expressões são incorporadas à linguagem oral, e não poderia ser diferente no rap. Seu vocabulário sofre mudanças sempre que há uma transformação no imaginário e na realidade popular.

Vamos então conferir o significado algumas gírias de rap em inglês?

Conhecidas em inglês como rap slangs, algumas das gírias mais utilizadas são:

Block

Representa um lugar, podendo ser um quarteirão, bairro, área ou quebrada — gíria que veremos mais adiante. Outra gíria semelhante no inglês é hood, que é uma variação da palavra neighborhood (bairro), mas é usada para falar das comunidades e periferias.

Say she from the hood, but she live inside in the valley, now
(Ela diz que é da quebrada, mas tá morando no condomínio agora) — A$AP Rocky, Fuckin’ Problems (feat. Drake, 2 Chainz & Kendrick Lamar)

Pull up on your block, then break it down: we playin’ Tetris
(Paro na sua quebrada e mando a real: nós vamos jogar Tetris) — Kendrick Lamar, HUMBLE.

Cash

Grana. A cultura da ostentação faz com que existam várias gírias para se referir ao dinheiro.

Outras palavras frequentes são: mula (ou moolah), paper, bills, dollar bills, dibs (ou dibbs), cheese, cream, measures, dinero (do espanhol), dough, racks, stacks, green, etc.

I think big, get cash, make ‘em blink fast
(Eu penso grande, ganho grana, faço eles piscarem rápido) — Kanye West, Monster (feat. Rick Ross, JAY Z, Bon Iver & Nicki Minaj)

Crib

Lugar onde se vive. Pode ser uma casa, apartamento ou mansão.

I used to live in the P’s, now it’s a crib with a gate
(Eu costumava viver num condomínio baixa renda, agora é um casarão com portão) — Cardi B, Bodak Yellow

Fly

Algo acima das expectativas, que se destaca. Geralmente se refere ao estilo da pessoa, como alguém de extremo bom gosto.

King of fly rappers, there ain’t none iller. I’m into fly sneakers, colors like Gullies
(Rei dos rappers da moda, não tem nenhum melhor. Eu curto tênis estilosos, cores chamativas) — Childish Gambino, Fire

Homie

Mano, amigo, chegado, parça. É uma variação de outra gíria comum no rap, homeboy, e geralmente é usada para falar de amigos de longa data, como os que são da cidade em que o rapper cresceu.

This one for my homeboys, who stayed down through thick and thin
(Essa é pros meus manos, que ficaram do meu lado nos bons e maus momentos) — Gucci Mane, Homeboys (feat. Young Thug, Waka Flocka Flame, Lil Duke, Young Dolph & OG Boo Dirty)

I done lost homies who been with me since Ed, Edd n Eddy
(Eu perdi manos que estavam comigo desde Du, Dudu e Edu) — Big Sean, Blessings (feat. Kanye West & Drake)

Ice

Diamantes ou joias incrustadas com a pedra. É uma analogia entre a clareza dos diamantes e a do gelo ou da água. Dessa gíria derivam expressões como I’m cold, que numa tradução literal significa estou com frio, mas aqui quer dizer que o rapper usa tanto ice que é como se ele congelasse.

Ice on my neck, I’m the coolest (ice)
(Diamantes no meu pescoço, eu sou o mais foda (diamantes)) — Migos, Bad And Boujee (feat. Lil Uzy Vert)

A mesma analogia é usada em outras expressões envolvendo água. Wet, por exemplo, quer dizer molhado e, quando aparece relacionada a jóias e acessórios, quer dizer que o rapper usa tantos diamantes que é como se a joia estivesse pingando do seu corpo ou deixando-o molhado. 

Diamonds wet, my t-shirt soaked
(Diamantes são molhados, minha camisa tá molhada) — Post Malone, Psycho (feat. Lil Uzy Vert)

Pull Up

Pode significar “chegar a um determinado local” ou “aproximar-se de alguém de forma violenta”, iniciando uma briga.

At the gate outside, when they pull up, they get me loose
(No portão lá fora, quando eles chegam, fico animadão) — Travis Scott, SICKO MODE (feat. Drake, Juicy J & Swae Lee)

Yeah, saucin’ in the city, don’t get misinformed. Yeah, they gon’ pull up on you
(Sim, provando a cidade, não seja desinformado. Sim, eles vão pra cima de você) — Travis Scott, Goosebumps (feat. Kendrick Lamar)

Ride ou ridin’

Geralmente se refere a carros e passeios com um automóvel.

Kiki, do you love me? Are you riding?
(Kiki, você me ama? Você tá indo embora?) — Drake, In My Feelings

No rap americano, os carros geralmente são referidos pelo modelo (como coupé) ou pelo nome da marca do veículo.

Porsches in the valet, I got Bentleys, I got ‘Raris
(Porsches com o manobrista, eu tenho Bentleys, tenho Ferraris) — Future, Low Life (feat. The Weeknd)

Thug

Pessoa envolvida com o mundo do crime; malandro; bandido. Daí vem a expressão thug life, conhecida no Brasil como vida loka.

In daily recruitin’, there’s a thug born everyday in the ghetto
(O dia todo recrutando, todos os dias nasce um bandido no gueto) — Notorious B.I.G., Notorious Thugs

To flex

Ostentar, exibir sua riqueza por meio de bens. Aparece com frequência na contração flexin’.

I was born to flex (yes), diamonds on my neck
(Eu nasci para ostentar (sim), diamantes no meu pescoço) — Cardi B, Money

Bônus: gírias do rap nacional

Achamos que seria legal também trazer algumas gírias em português! Muito usadas na linguagem informal, em sua maioria por jovens, algumas gírias comuns nas letras de rap nacional são:

Banca

Grupo com o qual o indivíduo se identifica; amigos; parceiros. Também é como são chamados os grupos formados por rappers, geralmente de uma mesma região. Outras gírias semelhantes são: bonde, firma, tropa, crew, gang e squad.

E que não se peita minha banca, cês já tão igual o Cesão, careca de saber — Djonga, UFA (part. Sidoka & Sant)

Embaçado

No geral, significa algo complicado, difícil de resolver e cheio de empecilhos. Em outros contextos também pode descrever uma situação perigosa ou falar sobre uma pessoa difícil de lidar.

Norte Oeste tipo Canão, hé, é embaçado, né ladrão? — Sabotage, Mun-rá

Aí, fica ligeiro que na esquina tá embaçado. A área tá sinistra e o clima tá pesado — Racionais MC’s, Expresso da Meia-noite

Maloqueiro

No rap, é o indivíduo da periferia, que vive de acordo com o estilo de vida das comunidades e das ruas. Nas letras, geralmente se refere ao próprio rapper ou aos fãs do gênero.

Ô maloqueiro, aonde quer que vá fique ligeiro, as ruas não estão de brincadeira — Rashid, Estereótipo

Playboy

Um cara rico ou de classe média. Costuma aparecer como boy e é usada em contraste com os rappers da periferia. Também tem sua versão feminina, que é a patricinha (ou paty).

E vou por aí, Taleban, vendo os boy beber dois mês de salário da minha irmã — Emicida, Hoje Cedo (part. Pitty)

Quebrada

Assim como no inglês block e hood, quebrada é o local ao qual o verso se refere. Geralmente é um local na periferia ou a própria comunidade.

Vou treinando meu inglês, cheguei pro gringo e falei: I love you quebrada — ADL MC’s, Da Favela Pro Mundo

Easy, né?

Essas foram algumas gírias que selecionamos para te ajudar na compreensão do vocabulário do rap, mas existem muitas outras! Qual você já conhecia e qual acha que faltou na nossa lista? Conta pra gente aí nos comentários!

É importante lembrar que, para uma interpretação correta do sentido de uma expressão, é necessário entender o contexto no qual ela se encontra.

Sendo parte da linguagem popular, as gírias podem ser usadas de outras formas além das que explicamos aqui e receber novos significados, de acordo com a intenção do rapper e sua liberdade poética 😉

Então, agora que você já está craque nas gírias do rap em inglês, que tal treinar a interpretação dessas expressões em contextos reais ouvindo rap internacional?

rap internacional

Continue aprendendo inglês com música: