LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Biografias

Lady Gaga: conheça mais sobre a vida e carreira da Mother Monster

Por Rhânia Marcela

18 de Junho de 2019, às 07:00


A Rainha dos Little Monsters (como são conhecidos seus fãs) é uma das artistas mais conhecidas do mundo todo. Seja por seus atos excêntricos ou por seu inegável talento, o nome Lady Gaga já esteve presente nas conversas ou nas playlists por aí.

Por isso, para te deixar ainda mais por dentro de quem é Stefani Germanotta, vamos aprofundar mais na vida e nas obras da cantora!

Biografia de Lady Gaga

Stefani Joanne Angelina Germanotta tem 33 anos e nasceu em Nova Iorque, Estados Unidos. Adotando o nome artístico de Lady Gaga, é cantora, compositora, atriz e produtora musical.

Gaga cresceu ouvindo canções de bandas como Beatles e Queen e de cantoras como Mariah Carey e Whitney Houston. Suas inspirações vieram desse mix com outros cantores, como Madonna e Michael Jackson.

A cantora Lady Gaga quando criança
A cantora Lady Gaga ao lado de um piano quando criança / Créditos: Divulgação

Desde criança se envolvia em projetos musicais, muitas vezes apoiada pelos pais. Porém, sua carreira musical teve seus reais primeiros passos lá em 2003, quando se matriculou na faculdade de Tisch School Of Arts da Universidade de Nova Iorque. Lá aprendeu sobre arte e desenvolveu suas habilidades de composição.

Logo no segundo semestre optou por largar a faculdade para se dedicar a sua carreira como cantora. Em seu início chegou a assinar com algumas gravadoras, mas só começou a ser conhecida depois de 2007, quando fechou contrato como compositora de grandes artistas como Britney Spears, Fergie e The Pussycat Dolls.

Daí em diante, Lady Gaga começava a nascer para os produtores e gravadoras e, meses depois, para o público.

Origem do nome artístico

Você não sabe de onde vem o nome Lady Gaga? Pois iremos te contar agora!

Tudo veio do produtor musical e amigo Rob Fusari. Sempre que Rob entrava no estúdio, Stefani cantava Radio Ga Ga, da banda Queen, sendo uma espécie de música de chegada.

Lady Gaga e o produtor Rob Fusari
Lady Gaga e Rob Fusari / Créditos: Divulgação

Certo dia, Rob foi digitar uma mensagem de texto e ao escrever Radio Ga Ga, o corretor substituiu para Lady Ga Ga. Ao enviar, a cantora amou e decidiu adotar nome, de acordo com entrevista para o jornal New Jersey.

Desde então nunca mais foi chamada de Stefani.

Carreira musical

Em 2008, Gaga lançou seu primeiro álbum, The Fame, que a lançou para a carreira musical como cantora.

Seu início foi estrondoso! Começou fazendo sucesso entre as críticas e emplacando hits como Poker Face e Paparazzi.

Logo com o primeiro álbum, Gaga ganhou seu primeiro Grammy, uma das premiações mais sonhadas no meio musical. The Fame foi indicado para Álbum do Ano, categoria mais importante, e ganhou a categoria Melhor Álbum Eletrônico/ Dance.

Seu terceiro álbum também deu o que falar: Born This Way lhe entregou o posto de Mother Monster. Com o sucesso do primeiro álbum e de sua remasterização (segundo álbum), a cantora deu mais um passo ousado em suas produções.

Com o manifesto da Mãe Dos Monstros, a canção que leva o mesmo nome do álbum iniciou uma nova era de empoderamento e amor próprio.

Contudo, o álbum também trazia um lado polêmico. Canções como Judas citavam diretamente religiões e, por isso, o álbum foi proibido em alguns lugares do mundo.

Este foi o momento chave na carreira de Lady Gaga, que trouxe um lado excêntrico às suas canções e ao seu estilo de vida na época.

Mais à frente, em 2013, com o lançamento de ARTPOP, o impacto acabou não sendo como esperado e as vendas caíram bastante.

Capa do álbum ARTPOP
Capa do álbum ARTPOP / Créditos: Divulgação

A partir daí, a cantora se afastou por um tempo para se recuperar de uma depressão e explorar novas abordagens e estilos.

Um tempo a frente se iniciou a era Jazz. Em parceria com Tony Bennett, a cantora lançou, em 2014, o álbum Cheek To Cheek.

Apesar de ser plenamente capaz de flutuar por diferentes gêneros, o novo estilo causou estranheza. Parte dos fãs aprovou, enquanto outra parte criticou. Independente disso, Gaga e Tony tiveram boas vendas e ganharam um Grammy na categoria Best Pop Tradicional Vocal Album.

Por fim, Lady Gaga voltou ao pop em 2016, com o álbum Joanne. Dele o mundo conheceu Perfect Illusion e Million Reasons.

Em 2017 tivemos uma surpresa inesperada e triste: confirmada como atração principal em um dos dias do Rock In Rio, a cantora precisou cancelar sua participação no festival poucas horas antes do show devido a dores crônicas causadas pela fibromialgia.

Os fãs só realmente descobriram mais sobre a doença em seu documentário na Netflix, Five Feet Two, também lançado em 2017.

Ainda bem que Gaga conseguiu se recuperar e continuar nos surpreendendo positivamente! Sendo extremamente flexível, Lady Gaga aparenta ser uma cantora completa e de identidade própria. Inclusive, é importante lembrarmos de sua marca registrada!

A marca registrada de Lady Gaga

Logo após o sucesso de The Fame, Gaga alcançou o renome dentro do mercado da música. Com isso, passou a construir sua imagem pública numa versão mais excêntrica.

Em 2010, para a premiação MTV Video Music Awards, Gaga utilizou o que veio a ser sua marca até os dias atuais: um vestido (e um sapato) de carne. Quem lembra desse momento icônico???

Lady Gaga no tapete vermelho do VMAs em 2010
Lady Gaga no tapete vermelho do VMA de 2010 / Créditos: Divulgação

Apesar desta ser uma das maiores entradas triunfais de Gaga, outros fatores vieram a apresentar a cantora como uma versão conceitual e, por muitos, considerado até um pouco bizarro.

No ano anterior na mesma premiação, Gaga recebeu o prêmio de melhor cantora dessa maneira:

Lady Gaga no VMAs de 2009
Lady Gaga recebendo prêmio de Melhor Cantora no VMA de 2009 / Créditos: Divulgação

Mais a frente, em 2011, Gaga assumiu o alter ego Jo Calderone. Personagem parte do clipe da canção Yoü And I, que também foi presença na premiação MTV Music Video Awards do mesmo ano.

Lady Gaga vestida como Jo Calderone no VMAs de 2011
Lady Gaga como seu alter ego Jo Calderone no VMA de 2011 / Créditos: Divulgação

Seja de um jeito diferente, ou a Gaga ao natural, a amamos de qualquer forma. Que mulher, Brasil!

Músicas marcantes de Lady Gaga

Toda a carreira de Gaga teve altos e baixos e, com eles, músicas que marcaram fases e eras. Por isso, resolvemos organizar aqui as canções mais marcantes e influentes das várias eras passadas pela cantora:

Just Dance

Sucesso do The Fame, foi um dos primeiros hits da carreira de Gaga. Confira a letra!

Paparazzi

Começando a demonstrar um lado mais excêntrico, o clipe marcou uma estética que representa perfeitamente a identidade de Gaga. Acompanhe a letra de Paparazzi.

Bad Romance

Roma, roma-ma, GaGa, oh la-la…

O sucesso do segundo álbum de Gaga, The Fame Monster. O hit teve o clipe mais visto na história do YouTube, bateu recorde de visualização e marcou a carreira de Gaga com uma coreografia jamais esquecida.

Quem nunca performou Bad Romance na balada? É INEVITÁVEL!

Telephone (feat. Beyoncé)

A produção cinematográfica marcou tanto os fãs que tem gente que pede até hoje a prometida continuação.

Com figurinos inesquecíveis e a parceria com a Beyoncé, o clipe é um dos mais marcantes da carreira. Confira a letra completa de Telephone!

Applause

Da era menos aclamada, Applause é um hino de clipe, com estilo e produção impecáveis. É realmente arte!

Million Reasons

De Joanne, a música tem uma abordagem mais dramática e intensa e não pode ser esquecida quando falamos da volta de Gaga ao pop.

Shallow (feat. Bradley Cooper)

Por fim, o sucesso do momento, Shallow, que tem um significado super profundo. A música premiada marcou o filme e também a carreira de Gaga. Tell me something, girl!

Carreira cinematográfica

Outro lado que nos apresentou Lady Gaga não só como cantora completa, mas sim como uma artista completa, foi seu lado de atuação.

Experimentou o cinema pela primeira vez com o filme Machete Kills. Contudo, este início não teve uma boa recepção pela crítica. Porém, logo mais buscou sua evolução explorando o mundo das séries.

Gaga interpretou Elizabeth na série de terror American Horror Story: Hotel, levando para casa o prêmio do Globo de Ouro de Melhor Atriz em minisérie ou filme para televisão.

Para fechar com chave de ouro, em 2018 Gaga estrelou o filme A Star Is Born, sendo indicada ao Oscar pelas categorias de melhor atriz e de melhor canção, ganhando a última. Contamos aqui um pouco mais desse momento incrível alcançado na carreira da cantora e atriz.

Realmente, Lady Gaga é uma artista completa. Com personalidade própria, capaz de se adaptar à diferentes gêneros e interesses musicais, é também uma excelente compositora e atriz.

Sem sombras de dúvida é extremamente válido conhecer mais sobre a evolução de Lady Gaga. Fizemos uma playlist pensada exatamente para te ajudar nisto! Venha conhecer a carreira musical da Mother Monster aqui.

Playlist "A evolução de Lady Gaga"