Mulherão da Porra

Zezo

Caiu
Tropeçou
Levantou
Seguiu
Chorou mas ninguém nem viu
Nasceu para superar
Sem reclamar
Nada
Nesse mundo
A faz desistir
Foi treinada para seguir
Deu um tempo no amar
Sabe se valorizar
Por quê é
Um mulherão da porra
Um mulherão da porra

Que sai para trabalhar
Não cansa de estudar
No frio ou no calor
Mulherão da porra
Mulherão da porra

Que acorda cedo e vai
E da vida quer mais
Do que morrer de amor

Se a vida te oferece flores
Ela esconde suas dores
Se arruma maquia e sai
Do salto ela nunca cai

Gosta
De se vestir e se portar
É sexy sem ser vulgar
Sabe onde quer chegar
Simplesmente ela é
Mulherão da porra
Mulherão da porra

Composição: Juninho Brito
Enviada por carlos. Revisão por Gustavo.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog