Desastre do Rio Pardo

Ze do Cedro e João do Pinho

Santa Rosa do Viterbo
Não me sai mais da lembrança
Pelas ondas do rio Pardo
A balsa corria mansa

Desta vez ia buscar
Um caminhão de mudança
De repente lá no porto
Sem um gesto de esperança
Houve um desastre penoso
Que morreu mulher e criança

Seu Benedito Teodoro
Neste dia se mudava
Mandou a família na frente
Na cidade ele ficava

O chofer chegou no porto
E a balsa não estava
Desceu pra olhar a carga
E nisso o breque escapava
O caminhou disparou
E dentro do rio afundava

Naquelas água traiçoeira
Os coitados se batia
O ajudante nesta hora
Que pouco nadar sabia

Foi salvar as criancinhas
Junto com elas morriam
A pobre mãe afogando
Deu um grito de agonia
Salvai meus filhos queridos
Oh! Mãe de Deus
Virgem Maria

Foi a cena mais doída
Que o povo conheceu, ai
A mudança no cordão
Rio abaixo ela desceu

Foi em cima de uma mesa
Que um barqueiro socorreu
Um casal de criancinha
Por milagre não morreu
O pedido de sua mãe
Nossa Senhora atendeu

Cidade de Santa Rosa
Formaram uma procissão, ai
O povo todo em silêncio
Acompanhou cinco caixão

E num derradeiro adeus
Que cortava o coração
O pobre pai reclamava
Sem ter uma consolação
Não me deixa aqui sozinho
Meus filhos do coração

Composição: Sebastião Victor / Teddy Vieira
Enviada por PEDRO. Revisão por PEDRO.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Ze do Cedro e João do Pinho

Ver todas as músicas de Ze do Cedro e João do Pinho