Merichane

Zahara

Original Tradução Original e tradução

Tradução automática via Google Translate

Merichane

Yo estaba ahí cuando todos bailaban
Mojaban el dedo, se creían eternos
Yo estaba en el baño, aguantando la puerta con mi espalda
Mientras les besaba la lengua

Yo estaba ahí en las oficinas de Universal
Tragando sermones sobre mi gran potencial
Yo estaba ahí abrazada a la taza del váter
Yo era incapaz de soltarla y ellos de mirarme

Yo estaba ahí en urgencias, acariciando el límite
Necesitaba algo infalible
Yo estaba de rodillas pidiendo perdón a vuestro dios
Por no saber decirle que no

Yo
Aún ahí
Y sin saber salir

Yo
Aún ahí
Sin saber salir
Y no logro huir

Yo estaba ahí, cambiándole el nombre a mis amantes
En la lista de contactos
Yo estaba ahí, dejándole las bragas usadas en el armario
Jodiéndole la vida a un extraño

Yo estaba en la otra habitación
Escuchaba su respiración, deseaba que no entrase
Yo estaba entre las sábanas ásperas del verano
Dejando de ser quién había soñado

Yo
Aún ahí
Sin saber salir
Y no logro huir

Yo estaba ahí, con las llaves en la mano
Acelerando el paso, fingiendo que hablaba con mi hermano
Yo estaba ahí, dejándome hacer
Con tal de que acabase de una vez

Yo estaba ahí, confesándome por haberme tocado
Creyendo que ese era el puto pecado
Yo estaba ahí, metiéndome los dedos hasta el fondo
Queriendo vomitar las penas, la vida, el odio

Yo
Aún ahí
Y sin saber salir

Yo
Aún ahí
Sin saber salir
Y no logro, no sé cómo
Sacarme de aquí

Merichane

Eu estava lá quando todo mundo estava dançando
Eles molharam o dedo, eles acreditaram que eram eternos
Eu estava no banheiro segurando
A porta nas minhas costas
Enquanto beijava sua língua
Eu estava lá nos escritórios da Universal
Engolindo sermões sobre meu grande potencial
Eu estava lá abraçando o vaso sanitário
Eu não consegui me soltar e eles olharam para mim

Eu estava lá na emergência acariciando o limite
Eu precisava de algo infalível
Eu estava de joelhos pedindo perdão ao seu Deus
Por não saber dizer não

I-ooo
Aa-ainda ai e sem saber como sair
I-ooo
Aa-ainda ai, sem saber como sair
E eu não posso fugir

Eu estava lá trocando os nomes dos meus amantes
Na lista de contatos
Eu estava lá deixando a calcinha usada dela no armário
Foder a vida de um estranho

Eu estava na outra sala, ouvindo sua respiração
Eu queria que ele não entrasse
Eu estava entre as folhas ásperas do verão
Deixando de ser quem tinha sonhado

I-ooo
Aa-ainda ai e sem saber como sair
E eu não consigo sair de lá

Eu estava lá com as chaves na mão
Pegando o ritmo fingindo que estava falando com meu irmão
Eu estava lá me permitindo fazer
Contanto que tudo acabasse de uma vez
Eu estava lá confessando por ter me tocado
Acreditando que esse era o maldito pecado
Eu estava lá colocando meus dedos no fundo
Querendo vomitar as tristezas, vida, ódio

I-ooo
Aa-ainda ai e sem saber como sair
I-ooo
Aa-ainda ai, sem saber como sair
E eu não posso, não sei como sair daí

Composição: Martí Perarnau Vives / Zahara
Enviada por Taylor. Revisão por Miriam.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Zahara

Ver todas as músicas de Zahara