Minha Sorte

Yola Semedo

Nesta vida é preciso sorte
Eu vim do Sul e tu vens do Norte
No teu sereno meu corpo chove
Vens do coração

Eu sinto a vida além da morte
Com tua presença meu tudo move
Amor é tudo que nos comove
Vem do coração

Nem tudo na vida é partida, despedida, fantasia
E a prova és tu e a prova és tu
Por isso me sinto despida sem medidas possuída
Culpado és, tu culpado és tu

Tenho motivos pra sempre sorrir
E agradecer por hoje eu ser feliz
Não a motivos para não sorrir
É só agradecer por hoje ser feliz

És marido amantе
Sempre tão presеnte
Nunca ‘tás distante
És minha sorte, minha sorte

Não te largo és minha sorte
Meu destino felicidade
Meu amor minha realidade
Mande o vinho e a tábua
Nossa intimidade
Velas e verdades

Nem tudo na vida é partida, despedida, fantasia
E a prova és tu e a prova és tu
Por isso me sinto despida sem medidas possuída
Culpado és, tu culpado és tu

Tenho motivos pra sempre sorrir
E agradecer por hoje eu ser feliz
Não a motivos para não sorrir
É só agradecer por hoje ser feliz

És marido amante
Sempre tão presente
Nunca ‘tás distante
És minha sorte, minha sorte


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Yola Semedo

Ver todas as músicas de Yola Semedo