O Escolhido

Wagner Roberto

Quem olhava aquele moço la no campo
As ovelhas de seu pai pastoreando, não imaginava
Que teria um futuro glorioso, que surpresas o Deus
Todo poderoso lhe reservava
Era ruivo mas de formoso semblante
Pequenino mas, corajoso o bastante, nada temia
Enfrentava urso e até leão
Sua harpa ele tocava na unção e o mal saia

Vem Samuel, enche o vaso de azeite e agora vem
Porque tenho me agradado de alguém
E sobre ele a minha mão já coloquei
Vem Samuel, desse a casa de Jessé o belemita
Porque mesmo que ninguém nele acredita
É Davi meu escolhido para ser Rei

Quem te olha nesse banco ai sentado
Esquecido e muitas vezes humilhado
Idéia eu sei, não faz
O lugar aonde Deus vai te colocar
Do quanto ele ainda vai te exaltar, do que ele é capaz
Quem te olha com olhar desconfiado
Quem não crê que você foi chamado
Vai ter que assistir
Ver o quanto Deus ainda vai te usar
Quem somente pedras sobre lhe atirar
Vai ter que lhe aplaudir

Vem Samuel, enche o vaso de azeite e agora vem
Porque tenho me agradado de alguém
E sobre ele a minha mão já coloquei
Vem Samuel, desse a casa de Jessé o belemita
Porque mesmo que ninguém nele acredita
É Davi meu escolhido para ser Rei

Vem Samuel, enche o vaso de azeite e agora vem
Porque tenho me agradado de alguém
E sobre ele a minha mão já coloquei
Vem Samuel, desse a casa de Jessé o belemita
Porque mesmo que ninguém nele acredita
É Davi meu escolhido para ser Rei

Quem olhava aquele moço la no campo
As ovelhas de seu pai pastoreando, não imaginava

Composição: Wagner Roberto
Enviada por Selma. Revisão por sara.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Wagner Roberto

Ver todas as músicas de Wagner Roberto