Robarte Un Beso (part. Sebastián Yatra)

Carlos Vives

Original Tradução Original e tradução
Robarte Un Beso (part. Sebastián Yatra)

(Yatra, Yatra)

Son muchos años que pasaron
Sin decir te quiero
Y en verdad te quiero
Pero encuentro formas de engañar mi corazón

Son muchos años que pasaron
Sin robarte un beso
Solo quiero un beso
Y por esa boca, no me importa ser ladrón

No puede ser
Que no he encontrado
Todavía las palabras
Y en esa noche no dije nada

No puede ser
Que en un segundo
Me perdí en tu mirada
Cuando, por dentro, yo te gritaba

Déjame robarte un beso
Que me llegue hasta el alma
Como un vallenato de esos viejos
Que nos gustaban

Sé que sientes mariposas
Yo también sentí sus alas
Déjame robarte un beso que te enamore
Y tú no te vayas

Déjame robarte un beso
Que me llegue hasta el alma
Como un vallenato de esos viejos
Que nos gustaban

Sé que sientes mariposas
Yo también sentí sus alas
Déjame robarte un beso que te enamore
Y tú no te vayas

Déjame robarte el corazón
Déjame escribirte una canción
Déjame que con un beso
Nos perdamos los dos

Déjame robarte el corazón
Déjame subirle a esta canción
Para que bailemos juntos
Como nadie bailó

Déjame robarte un beso
Que me llegue hasta el alma
Como un vallenato de esos viejos
Que nos gustaban

Sé que sientes mariposas
Yo también sentí sus alas
Déjame robarte un beso que te enamore
Y tú no te vayas

Yo sé que a ti te gusta que yo te cante así
Que tú te pones seria, pero te hago reír
Yo sé que tú me quieres, porque tú eres así
Y cuando estamos juntos, ya no sé qué decir

Yo sé que a ti te gusta que yo te cante así
Que tú te pones seria, pero te hago reír
Yo sé que tú me quieres, porque tú eres así
Y cuando estamos juntos, ya no sé qué decir

Déjame robarte un beso
Que me llegue hasta el alma (hasta el alma)
Como un vallenato de esos viejos
Que nos gustaban

Sé que sientes mariposas (sé que sientes mariposas)
Yo también sentí sus alas (yo también sentí sus alas)
Déjame robarte un beso que te enamore
Y tú no te vayas (¡eso!)

Déjame robarte un beso
Que me llegue hasta el alma
Como un vallenato de esos viejos
Que nos gustaban

Sé que sientes mariposas
Yo también sentí sus alas
Déjame robarte un beso que te enamore
Y tú no te vayas

Roubar Um Beijo Seu (part. Sebastián Yatra)

(Yatra, Yatra)

Muitos anos se passaram
E eu não disse que te amo
E, na verdade, eu te amo
Mas encontro maneiras de enganar meu coração

Muitos anos se passaram
E eu não te roubei um beijo
Eu só quero um beijo
E, por sua boca, não ligo de ser ladrão

Não é possível
Que não encontrei
As palavras ainda
Naquela noite, não disse nada

Não é possível
Que num segundo
Me perdi no seu olhar
Enquanto gritava por dentro

Deixa eu roubar um beijo seu
Que chegue no fundo da alma
Como um vallenato das antigas
Que a gente gostava

Sei que você sente um friozinho na barriga
Eu também senti isso dentro de mim
Deixa eu roubar um beijo seu, que te faça se apaixonar
E não queira ir embora

Deixa eu roubar um beijo seu
Que chegue no fundo da alma
Como um vallenato das antigas
Que a gente gostava

Sei que você sente um friozinho na barriga
Eu também senti isso dentro de mim
Deixa eu roubar um beijo seu, que te faça se apaixonar
E não queira ir embora

Deixa eu roubar o seu coração
Deixa eu compor uma música para você
Deixa eu te dar um beijo
E fazer loucuras com você

Deixa eu roubar o seu coração
Deixa eu aumentar o volume desta música
Pra gente dançar juntos
Como ninguém nunca dançou

Deixa eu roubar um beijo seu
Que chegue no fundo da alma
Como um vallenato das antigas
Que a gente gostava

Sei que você sente um friozinho na barriga
Eu também senti isso dentro de mim
Deixa eu roubar um beijo seu, que te faça se apaixonar
E não queira ir embora

Eu sei que você gosta que eu cante assim pra você
Que você fica séria, mas eu te faço rir
Eu sei que você me ama, porque você é assim
Mas quando estamos juntos, não sei o que dizer

Eu sei que você gosta que eu cante assim pra você
Que você fica séria, mas eu te faço rir
Eu sei que você me ama, porque você é assim
Mas quando estamos juntos, não sei o que dizer

Deixa eu roubar um beijo seu
Que chegue no fundo da alma (fundo da alma)
Como um vallenato das antigas
Que a gente gostava

Sei que você sente um friozinho na barriga (sei que você sente)
Eu também senti isso dentro de mim (eu também senti)
Deixa eu roubar um beijo seu, que te faça se apaixonar
E não queira ir embora (isso!)

Deixa eu roubar um beijo seu
Que chegue no fundo da alma
Como um vallenato das antigas
Que a gente gostava

Sei que você sente um friozinho na barriga
Eu também senti isso dentro de mim
Deixa eu roubar um beijo seu, que te faça se apaixonar
E não queira ir embora

Composição: Andrés Torres / Carlos Vives / El Dandee / Sebastián Yatra
Enviada por Mariana e traduzida por Valeria. Legendado por Deyvson. Revisões por 3 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog