Original Tradução Original e tradução
( )

Tokio, diciembre de 2012
Esta ciudad y tu recuerdo tienen algo en común: Ambos son interminables
Ambos se levantan como bestias que devoran
He caminado por estas avenidas bajo la lluvia, he visto los neones palpitando en mi retina, y el skyline quebrando el cielo nocturno - Me he jurado olvidarte - Pero siempre vuelves, como el invierno a los castaños, drenando sus colores y clamando el fruto maduro
Siempre vuelves, como el silencio a cuchilladas entre el murmullo de una ciudad vencida
Siempre vuelves como un ave robusta e impaciente
Esta ciudad y tu recuerdo tienen algo en común: Ambos son interminables

Ambos son interminables

( )

Tóquio, dezembro de 2012
Esta cidade e a sua lembrança têm algo em comum: ambas são infinitas
Ambas se levantam como bestas devoradoras
Eu andei por estas avenidas debaixo de chuva, vendo os neons piscando na minha retina, e a linha do horizonte rompendo o céu noturno - Me jurei te esquecer - Mas você sempre volta, como o inverno aos castanheiros, drenando suas cores e implorando pelo fruto maduro
Você sempre volta, como o silêncio apunhalado entre o murmúrio de uma cidade derrotada
Você sempre volta como um pássaro robusto e impaciente
Esta cidade e a sua lembrança têm algo em comum: ambas são infinitas

Ambas são infinitas

Enviada por Aline e traduzida por Aline.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Viva Belgrado

Ver todas as músicas de Viva Belgrado