Imágenes paganas

Virus

Original Tradução Original e tradução
Imágenes paganas

Vengo agotado de cantar en la niebla.
Por la autopista junto al mar hay gitanos.
Van celebrando un ritual ignorando.
Mis propias luces ya no están espejismos.
Remolino mezclan los besos y la ausencia.
Imágenes paganas se desnudaran en sueños.
En el espejo reflejos viajeros.
Un apagón sentimental la ruta pasa.
Vuelve el deseo y la ansiedad de este cuerpo
mi boca quiere pronunciar el silencio.
Remolino mezclan los besos y la ausencia.
Imagenes paganas se desnudaran en sueños.
2. 3. 4. 5. 6. 7.
Remolino mezclan los besos y la ausencia.
Imágenes paganas se desnudaran en sueños.
Remolino mezclan los besos y la ausencia.
Imágenes paganas se desnudaran en sueños.

Imagens Pagãs

Eu saio de cantar na névoa.
Para a auto-estrada próximo ao mar há ciganos.
Eles vão celebrar um ignorado ritual.
Minhas próprias luzes já não estão iludindo.
Eu giro eles misturam os beijos e a ausência.
Imagens pagãs se despiram em sonhos.
No espelho reflexos ambulantes.
Um blecaute sentimental que a rota acontece.
Volta o desejo e a ansiedade deste corpo
minha boca quer pronunciar o silêncio.
Eu giro eles misturam os beijos e a ausência.
Imagens pagãs se despiram em sonhos.
2. 3. 4. 5. 6. 7.
Eu giro eles misturam os beijos e a ausência.
Foram despidas imagens pagãs em sonhos.
Eu giro eles misturam os beijos e a ausência.
Foram despidas imagens pagãs em sonhos.

Enviada por Romina e traduzida por Michele.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog