Apenas Um Instrumento

Vibrações

Há muito tempo eu me faço essa pergunta
Me diz.... Qual a importância da aparência?
Será que o corpo é a razão da existência?
E a alma, não passa de algo banal?
Desde a infância eu me pergunto a mesma coisa
Será que a roupa tem maior valor?
Será que o nosso espírito tem cor?
E o que usamos, é o essencial?
Fique certo de que eu não sou o que vês
Não se iluda nem se prenda a bobagem
Pois, seja ouro, ferro, cobre ou manganês
A matéria não passará de roupagem
O nosso corpo é apenas um instrumento
E, se o temos, é preciso trabalhar
Porém, não se esqueça de olhar pra dentro
Pois, de bem com a alma, devemos estar
Ta lá dentro, ta no fundo e isso eu sei
Ta na alma, onde os olhos não vêem

Fique certo de que eu não sou o que vês
Não se iluda nem se prenda a bobagem
Pois, seja ouro, ferro, cobre ou manganês
A matéria não passará de roupagem
O nosso corpo é apenas um instrumento
E, se o temos, é preciso trabalhar em prol do bem
Porém, não se esqueça de olhar pra dentro
Pois, de bem com a alma, devemos estar

Ta lá dentro, ta no fundo e isso eu sei
Ta na alma, onde os olhos não vêem

O verdadeiro valor tá na essência
Não, não se deixe levar pelas aparências.

Composição: Luiz De Assis
Enviada por Silvânio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Vibrações

Ver todas as músicas de Vibrações