Amor com três

Veludo Branco

quem é que nunca na vida desejou vocês
gostosas e molhadas, como sempre sonhei
beijando, chupando e mordendo, a minha língua
três gatas selvagens, com muita adrenalina

e não vem me dizer que foi culpa da vodka
não fui eu quem pediu o troca-troca
vocês que me puxaram pra debaixo do chuveiro
beijando e lambendo o meu corpo inteiro, o meu corpo inteiro

amor com três
nessa que sou freguês
sendo usado e beijado por todas vocês

amor com três
nessa que sou freguês
sendo usado e beijado por todas vocês, por todas!

enquanto a lua protege os nossos pecados
nos divertimos molhados e embriagados
uma me puxa, me beija, me empurra e me joga para o lado
enquanto a outra me agarra e me abussa, me deixando excitado

e antes do sol chegar nós ainda estamos de pé
e não há nada que apague o fogo dessas mulheres
mas duas delas acabaram no chão
derrotadas pra bebida que ficou em suas mãos

amor com três
nessa que sou freguês
sendo usado e beijado por todas vocês

amor com três
nessa que sou freguês
sendo usado e beijado por todas vocês, por todas!

Composição: Victor Matheus
Enviada por Veludo.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Veludo Branco

Ver todas as músicas de Veludo Branco