Lady In Black

Uriah Heep

Original Tradução Original e tradução
Lady In Black

She came to me one morning
One lonely sunday morning
Her long hair flowing in the midwinter wind
I know not how she found me
For in darkness I was walking
And destruction lay around me
From a fight I could not win

Ahh ahh ahh, ahh ahh ahh ahh

She asked me name my foe then
I said the need within some men
To fight and kill their brothers
Without thought of love or God
And I begged her give me horses
To trample down my enemies
So eager was my passion
To devour this waste of life

Ahh ahh ahh, ahh ahh ahh ahh

But she wouldn't think of battle that
Reduces men to animals
So easy to begin
And yet impossible to end
For she's the mother of all men
Who counselled me so wisely then
I feared to walk alone again
And asked if she would stay

Oh lady lend your hand outright
And let me rest here at your side
Have faith and trust in peace she said
And filled my heart with life

There's no strength in numbers
Have no such misconception
But when you need me
Be assured I won't be far away

Ahh ahh ahh, ahh ahh ahh ahh

Thus having spoke she turned away
And though I found no words to say
I stood and watched until I saw
Her black cloak disappear
My labour is no easier
But now I know I'm not alone
I'll find new heart
Each time I think upon that windy day

And if one day she comes to you
Drink deeply from her words so wise
Take courage from her as your prize
And say hello for me

Ahh ahh ahh, ahh ahh ahh ahh

Dama de Negro

Ela veio a mim uma certa manhã
Uma solitária manhã de domingo
Seu longo cabelo balançava ao suave toque do vento de inverno
Eu não sei como ela me encontrou
Porque na escuridão eu andava
E a destruição estava ao meu redor
De uma batalha da qual eu não poderia vencer

Ahh ahh ahh, ahh ahh ahh ahh

Ela perguntou o nome dos meus alvos
E eu disse que necessitava de alguns homens
Para lutar e matar seus irmãos
Sem pensar sobre amor ou Deus
Implorei para que me desse alguns cavalos
Para que pudesse pisotear meus inimigos
Tão ávida era a minha paixão
De devorar esse desperdício de vida

Ahh ahh ahh, ahh ahh ahh ahh

Mas ela não pensava em guerras que
Reduziam homens à animais
Tão fácil de serem iniciadas
E impossíveis de terem um fim
E ela, mãe de todos os homens
Que me aconselhou tão sabiamente, então
Temi andar novamente sozinho
E perguntei se ela ficaria

Ó dama, estenda-me a tua mão abertamente
E deixe-me descansar ao teu lado
Tenha fé e acredite na paz, disse ela
E preencheu meu coração com vida

Não há força nos números
Não cometa equívocos
Mas quando precisar de mim
Fique tranquilo, não estarei longe

Ahh ahh ahh, ahh ahh ahh ahh

Após suas palavras, ela deu-me as costas
E incapaz de dizer qualquer coisa
Permaneci ali e observei até que vi
Seu manto negro desaparecer
Meu trabalho agora nem por isso é mais fácil
Mas agora sei que não estou sozinho
Meu coração se renova
A cada lembrança que tenho daquele dia

E se um dia ela vir até você
Absorve sabiamente todas suas palavras
Faça de sua coragem e sua presença seu prêmio
E diga olá por mim!

Ahh ahh ahh, ahh ahh ahh ahh

Composição: Ken Hensley
Legendado por Elvis. Revisões por 7 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Uriah Heep

Ver todas as músicas de Uriah Heep