Coça-Coça

TV Colosso

Mas que loucura, não conto nada
Rolou de tudo no festão da cachorrada
Virou mistura, encheu a praça
A turma toda deu o ar da sua graça

Do mais grã-fino aos da pesada
Tinha pulguinha de montão nesta jogada
De pulo em pulo as pentelhinhas
Sempre conseguem das as suas mordidinhas

Nem por um belo osso
Vi confusão assim
"Big" de um alvoroço
Alguma coisa estava errada
Essas pulguinhas já estavam por ali

Baixou polícia e a reportagem
Entrevistou o porta-voz da malandragem
Que declarou muito orgulhoso
O coça-coça, minha gente, é tão gostoso

Brigo por um almoço
Sem badernar assim
Preste atenção, seu moço
Não ponha a culpa na cachorrada
Essas pulguinhas já fazem parte de mim

Ai! Ai! É o auge da minha carreira de coçador!

Do mais grã-fino aos da pesada
Tinha pulguinha de montão nesta jogada
De pulo em pulo as pentelhinhas
Sempre conseguem das as suas mordidinhas

Nem por um belo osso
Vi confusão assim
"Big" de um alvoroço
Alguma coisa estava errada
Essas pulguinhas já estavam por ali

Brigo por um almoço
Sem badernar assim
Preste atenção, seu moço
Não ponha a culpa na cachorrada
Essas pulguinhas já fazem parte de mim

...Essas pulguinhas já fazem parte de mim
Já fazem parte de mim!

Composição: Guilherme Rondon / Paulo Simões
Enviada por Verônica.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de TV Colosso

Ver todas as músicas de TV Colosso