Miúda do Café

Três Bairros

A luz acende o jeito de bom dia
Eu tento não me lembrar
Que faltei sempre a geografia
E tenho que me orientar
Entro no café central ensonado
E peço uma bica ao balcão
Quero acordar neste estado

Será que fui só eu a sentir
Ou mais alguém reparou
Que quando tu apareceste
O mundo inteiro parou
E uma ventoinha secreta
Pôs o teu cabelo a voar
Tu sorriste em câmara lenta

Ai que eu não sei bem o que isto é
Para onde me levas os pés
Oh miúda do café

Ai que eu não sei onde isto vai parar
Não consigo parar de pensar
Em ti (em ti)

Levantei-me e ajeitei o cabelo
Apaguei o cigarro com fé
Vou levar-te a ver o mundo
Sem sairmos aqui do café
De repente vejo que estás com alguém
Só não consigo ver quem é
E fazes-me perder a alma (alma)

Ai que eu não sei bem o que isto é
Para onde me levas os pés
Oh miúda do café

Ai que eu não sei onde isto vai parar
Não consigo parar de pensar
Em ti (em ti)


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Três Bairros

Ver todas as músicas de Três Bairros